Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

País receberá este mês 24 milhões de doses a mais de vacina

Doses estavam previstas para chegar em dezembro e foram antecipadas

Agência Brasil

O governo federal conseguiu antecipar o recebimento de 24,4 milhões de vacinas contra covid-19, que chegariam ao Brasil em dezembro. A previsão inicial para o mês de novembro era receber dos laboratórios 61,8 milhões de doses, mas esse número subiu para 86,2 milhões.

Segundo a previsão do Ministério da Saúde, devem ser entregues 21,7 milhões de doses da AstraZeneca, 56,7 milhões da Pfizer e 7,7 milhões da Janssen, de dose única. “A nossa campanha vai muito bem. Até o final do ano, toda a população brasileira pode estar plenamente vacinada com as duas doses de vacina”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante agenda em João Pessoa (PB).

Ananindeua aplica 3ª dose em idosos e imunossuprimidos com 35 anos ou mais nesta sexta A vacinação de reforço para estes grupos será das 8h30 às 13h30

Para OMS, fim da pandemia é uma questão de vontade política e incentivo Tedros Adhanom atribui aumento mundial dos números da covid à ineficácia das medidas de saúde pública e distribuição desigual das vacinas

Até agora, 344,1 milhões de doses foram entregues aos estados e o Distrito Federal pelo Ministério da Saúde. O Brasil aplicou mais de 280,9 milhões de doses de vacinas contra covid-19. Mais de 156,3 milhões de pessoas receberam a primeira dose - o que representa cerca de 88,3% da população-alvo (177 milhões de pessoas). Outros 124,6 milhões de brasileiros completaram o esquema vacinal, o que corresponde a 70,4% do público-alvo.

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL