Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paciente vítima de anestesista estuprador tomou coquetel anti-HIV para evitar contaminação

Os médicos decidiram ministrar os remédios por precaução e a mãe precisou parar de amamentar o filho recém-nascido

Maiza Santos

Uma das pacientes estupradas pelo médico anestesista Giovanni Quintella, preso no domingo (10) por abuso sexual durante cesariana, tomou o coquetel anti-HIV/Aids. A medida foi uma forma de precaução devido as autoridades não saberem se o criminoso possui o vírus sexualmente transmissível.

VEJA MAIS

Delegada afirma que vídeo de anestesista estuprador é legal e que ele não é ‘maluco’
'Anestesista tinha discernimento pleno do que fazia', diz Bárbara Lomba

Profissional filmou anestesista estuprador após vê-lo esconder pênis ereto em jaleco
A enfermeira técnica percebeu que Giovanni Quintella estava com o órgão rígido, por debaixo da roupa, perto da cabeça da paciente desacordada

Família desocupa apartamento de anestesista às pressas a pedido do proprietário após estupro
O proprietário do imóvel estava em choque com o caso que culminou na prisão do anestesista por estupro de uma mulher grávida

Não há informações sobre essa paciente, no entanto, os médicos decidiram fazer o uso do coquetel para evitar uma possível contaminação. Por causa dos efeitos colaterais do medicamento, a mãe precisou parar de amamentar o bebê.

Polícia investiga se outras 20 mulheres foram vítimas de anestesista em outra maternidade
O anestesista já está sendo investigado por 6 casos

Sedativo usado por anestesista que estuprou grávida pode causar alucinações e afetar bebês
A vítima estuprada por Giovanni no Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, Baixada Fluminense, foi sedada por completo

Os advogados da mulher solicitaram que o anestesista fizesse o exame para saber se ele é portador do vírus HIV. Porém, o detento não é obrigado. Todas as vítimas estão sendo amparadas pelas autoridades legais e serão assistidas por psicólogos.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora web de OLiberal.com, Ana Carolina Matos)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL