Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Não sou assassino', diz réu antes do julgamento sobre incêndio na boate Kiss

Denúncia do Ministério Público aponta Luciano Bonilha Leão como responsável por compra e ativação de fogo de artifício

O Liberal

Um dos réus do julgamento sobre a tragédia na Boate Kiss, nesta quarta-feira (1), passou mal. Luciano Bonilha Leão, 44 anos, que é produtor musical, quando chegou ao local do julgamento disse "não sou assassino". As informações foram divulgadas pelo G1 RS e Agência Estado

Mas, segundo a denúncia do Ministério Público (MP), foi Luciano o responsável pela compra e ativação do fogo de artifício que deu início ao incêndio.

O julgamento do caso Boate Kiss teve início na manhã desta quarta-feira, 1º, em Porto Alegre, onde quatro réus respondem pela morte de 242 pessoas no incêndio que deixou outros 636 feridos em Santa Maria, em janeiro de 2013. Os trabalhos tiveram início com a escolha dos sete jurados que ao final do julgamento deverão proferir o veredicto sobre o caso.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL