Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Namorado da mãe estupra menina de 14 anos ameaçando expor vídeo de sexo

Segundo a denúncia, o homem mostrou um vídeo de sexo consensual com a mãe dela e disse que divulgaria nas redes sociais

O Liberal

Um homem foi preso após ser denunciado por estupro de uma menina de 14 anos, filha da namorada dele. Ele foi detido na manhã desta quarta-feira (13), na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu em maio. As informações são do Extra.

Segundo a denúncia, o casal estava sem se ver desde abril, conversando apenas por mensagem, mas ele tinha a chave da casa da namorada. Ele se aproveitou que a mãe da vítima estava no trabalho e havia deixado a filha só na casa.

Chantagem

A mãe contou na delegacia que o namorado usou um vídeo dela fazendo sexo consensual com ele para obrigar a adolescente a fazer o mesmo, sob ameaça de divulgar as imagens da mãe nas redes sociais. Para tentar garantir que a menina não denunciasse o caso, ele a filmou também sendo estuprada por ele e ameaçou divulgar nas redes sociais.

VEJA MAIS

Mulher denuncia tentativa de estupro por suposto Policial Militar no Pará
O homem usava farda da PM e carregava uma arma de fogo

Castração química para quem comete crimes sexuais: saiba o que é isso
Na Tailândia, um projeto de lei que visa combater o crime sexual usando a castração química foi aprovado pelo Senado; saiba detalhes sobre o método

Profissional filmou anestesista estuprador após vê-lo esconder pênis ereto em jaleco
A enfermeira técnica percebeu que Giovanni Quintella estava com o órgão rígido, por debaixo da roupa, perto da cabeça da paciente desacordada

Mas a adolescente ligou para a mãe e contou o que havia acontecido. Segundo o relato, a menina disse que homem entrou no apartamento, com a chave que possuía, e bateu no quarto dela, que estava trancado. Ela disse que abriu a porta por ele ser uma pessoa conhecida. O acusado usou a desculpa de que estava na casa para buscar pertences.

Abusivo

O acusado tem 31 anos e é casado com outra mulher, mas mantinha um relacionamento com a mãe da vítima havia três anos. Segundo a mãe da adolescente, ela tentava acabar o relacionamento, mas sem sucesso. Segundo ela, ele era abusivo, briguento. A mulher relatou ainda que a última vez que viu o acusado foi no fim de abril. Depois disso, eles se comunicaram somente por meio de mensagens.

Alívio

A vítima foi levada pela mãe a um hospital público, onde recebeu medicação preventiva contra doenças sexualmente transmissíveis e foi encaminhado para atendimento na Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV).

Segundo a mãe, em 2020, quando a menina tinha 12 anos, o acusado chegou a fazer carícias na filha. Confrontado, ele disse que era só uma “brincadeira”.

“Ele conseguiu me manipular e não acreditei na minha filha. Dessa vez, já conhecia a índole dele e fui à delegacia”, disse ela. “Estou aliviada, muito feliz mesmo. Era uma pessoa que eu tinha total confiança e respeito. Foi a melhor notícia que poderia ter recebido.”

O acusado vai responder por estupro.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL