Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Motorista de aplicativo expulsa passageira com bebê de 5 meses de carro; vídeo

Nas imagens, o homem grita para que ela desça do carro, bastante alterado. A mulher se recusa a descer com o bebê. O homem teria expulsado a força do veículo

Rayanne Bulhões

Uma mulher, de 30 anos, gravou o momento em que um motorista de aplicativo pede para que ela saia do carro com um bebê, de 5 meses, quando estava a caminho do trabalho. Segundo a vítima, a empresaria pediu que o homem reduzisse a velocidade e ele se alterou. O caso aconteceu quinta-feira (1º) e foi registrado na Polícia Civil de Limeira, em São Paulo (SP).

A vítima filmou parte da ação. No vídeo é possível ouvir a mulher implorar por respeito. "Chegou um certo momento, ele estava encostando em um carro e aí foi a hora que eu falei: 'moço, você consegue reduzir um pouco a velocidade? Por que eu estou com meu filho, né'. Ele virou pra mim e falou que ele estava a 50 km/h e estava na velocidade permitida. Ele já falou que ia cancelar a corrida e já começou a falar as coisas. Foi na hora que eu peguei o celular e comecei a filmar", relata a empresária, em reportagem da EPTV, afiliada TV Globo.

O vídeo mostra o motorista gritando para que ela desça do carro, bastante alterado. Ela se recusa a descer com o bebê.  A mulher disse, ainda, que parou a gravação quando ele foi para o lado em que ela estava sentada. O homem teria expulsado a força do veículo. "Nesse momento, ele já bate à porta do carro que estava o meu filho, virou para o outro lado que eu estava, foi a hora que ele me puxou pelo braço, que foi... que machucou".

VEJA MAIS

Transporte por aplicativo encareceu 62,56% nos últimos doze meses
Dado nacional atesta o que motoristas de Belém já sabiam. Segundo eles, preço da gasolina é o culpado

Na delegacia, um boletim de ocorrência foi registrado por lesão corporal. A mulher passou por exame de corpo de delito, que constatou hematomas no antebraço direito. "Falei que ia ligar pra polícia, ele falou que podia ligar e já saiu com o carro".

Em nota, a empresa Uber comunicou que considera inaceitável e repudia qualquer ato de violência contra mulheres e que colabora com as investigações. O motorista teve a conta temporariamente desativada, enquanto o caso é investigado.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL