Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

McDonald’s retira hambúrguer do cardápio após polêmica envolvendo nome

Decisão ocorreu após o Ministério da Justiça notificar a empresa

Emilly Melo

A rede de fast-food McDonald's anunciou a retirada do novo McPicanha do cardápio de todos os restaurantes do país nesta sexta-feira (29). A polêmica envolvendo o nome do hambúrguer chamou a atenção do Ministério da Justiça, que notificou a empresa e pediu esclarecimentos sobre o fato do sanduíche ser feito ou não com picanha. 

VEJA MAIS

Empresa de fast food confirma que sanduíche 'McPicanha' pode não ter picanha A rede informou que o hambúrguer é feito com diferentes cortes de carne bovina e lamentou que a publicidade tenha confundido seus clientes

Além da Rússia: veja dez países que não têm McDonald’s; empresa faliu em cinco A guerra na Ucrânia levou a rede de fast-food a suspender as atividades no países governado por Putin, o que provocou uma corrida de consumidores tentando comprar o último sanduíche

O último McDonald's: veja a fila formada na Rússia para se ‘despedir’ da rede de fast food A empresa anunciou a suspensão de suas atividades no País devido ao conflito com a Ucrânia

Durante a campanha publicitária e nas embalagens, a empresa usava o nome do corte nobre de carne bovina. No entanto, o hambúrguer não tem picanha na composição, como admitiu a rede de restaurantes. A companhia também se desculpou com os clientes por ter "gerado dúvidas". 

"Esclarecemos que a plataforma recém-lançada denominada Novos McPicanha teve esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor com o exclusivo molho sabor picanha, uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho (100% carne bovina, produzida com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente)", completou, para em seguida se desculpar:

"Pedimos desculpas se o nome escolhido gerou dúvidas e informamos que estamos avaliando os próximos passos".

Devido a falta da carne que deu nome ao sanduíche, consumidores ficaram indignados nas redes sociais. O McDonald's foi notificado pelo Procon-SP e o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) abriu um processo para analisar as peças publicitárias veiculadas.

A solicitação do Ministério da Justiça também pede que a rede esclareça, em até dez dias, a campanha publicitária feita para divulgar os novos lançamentos, para que seja analisado se as peças podem induzir o consumidor ao erro.

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL