Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Levantamento aponta recorde de pedidos de demissão no Brasil em março de 2022

Das 1.816.882 demissões registradas no mês de março, cerca de 603.136 dos desligamentos foram voluntários

Paula Figueiredo

Apesar das projeções do mercado de trabalho brasileiro apontarem que a taxa de desemprego do país deve ficar entre as maiores do mundo em 2022, um levantamento curioso realizado pela pela LCA Consultores, que leva em conta os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), aponta que das 1.816.882 demissões registradas no mês de março, cerca de 603.136 dos desligamentos foram voluntários. Com esses dados, março bateu recorde e passou a representar o maior número de pedidos de demissão em um único mês desde janeiro de 2020. 

VEJA MAIS

Transporte clandestino: demanda reprimida e desemprego geram insegurança a passageiros
Pesquisadora destaca que dois problemas sociais se encontram e que alimentam o mercado do transporte clandestino na Região Metropolitana de Belém

Aumentou! Veja qual é o novo valor do seguro-desemprego para 2022
O valor máximo do seguro-desemprego para o trabalhador demitido sem justa causa ganhou uma diferença de quase R$ 200

De acordo com Bruno Imaizumi, responsável por comandar o levantamento, esse alto número de demissões está relacionado ao fato de muitas pessoas aceitarem empregos em setores que não tinham afinidade durante a pandemia. Com isso, agora no pós-pandemia, essa parcela está procurando funções condizentes com suas qualificações.

Impacto do home office

Outra questão que pode influenciar as demissões é a volta para o trabalho presencial. Com o fim do home office, muitos funcionários perceberam que a modalidade não seria benéfica para uma boa qualidade de vida e optaram por buscar empregos que lhe oferecessem essa flexibilidade. 

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL