Jovem é assassinada pelo ex-namorado ao sair para o trabalho, no interior de São Paulo

Jovem que morreu na porta de casa havia comentado que estava sofrendo ameaças

Agência Estado

A jovem Thayla Alana Alves de Souza, de 21 anos, foi assassinada com um tiro no peito pelo ex-namorado, quando saía para o trabalho, na manhã desta segunda-feira, 11, em Tupã, interior de São Paulo. O suspeito, Alessandro Silva, de 25 anos, estava à espreita da jovem na frente da casa dela, às 5h20 da manhã, quando sabia que ela sairia para trabalhar em um frigorífico.

A jovem foi morta no portão de sua casa, na Rua Potiguares, região central da cidade. Segundo a Polícia Civil, a vítima havia comentado com uma amiga que estava sofrendo ameaças do ex, mas não procurou a polícia.

Familiares da jovem acordaram com o barulho de tiros e a encontraram caída na garagem. Ela foi levada para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), mas já chegou sem vida.

De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais de Tupã, depois de cometer o crime, o suspeito escondeu a arma e foi para seu local de trabalho. Após tomar conhecimento das ameaças e examinar imagens de câmeras, a polícia foi atrás do rapaz e ele confessou o crime.

Em seu depoimento, Silva disse que não aceitava a separação. Ele indicou aos policiais onde havia escondido a arma, um revólver calibre 22 e seis projéteis, dois deles deflagrados.

Conforme a polícia, o casal havia se relacionado por algum tempo, mas estava separado há cinco meses. Silva, no entanto, não aceitava a separação e continuava perseguindo e ameaçando Thayla.

A jovem deixou um filho de três anos, de um relacionamento interior. O acusado vai responder por feminicídio, com as qualificadoras do motivo fútil e de emboscada. Segundo a Polícia Civil, Silva ainda não constituiu advogado. Ele será levado à audiência de custódia nesta terça-feira, 12.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!