#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

'Infraero está pronta para assumir operações no RS', diz Celso Sabino

Os passageiros serão transportados em ônibus do shopping até os aviões que estão estacionados na base da FAB

Pedro Garcia

O ministro do Turismo, Celso Sabino, declarou que a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) está pronta para tomar a frente e entrar com dezenas de funcionários para assumir as operações no aeroporto de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.    

Atualmente, o aeroporto de Caxias é administrado pelo governo estadual do RS, e a ideia é que ele passe a receber os voos comerciais que estão impedidos de pousar no aeroporto internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, inundado pelas enchentes que devastaram parte do estado. Segundo o ministro, outros dois aeroportos também podem ser usados como opções para atender a demanda de voos comerciais, principalmente em Porto Alegre e na Serra Gaúcha: Canoas e Canela

VEJA MAIS

image Com CT afetado pelas enchentes no RS, Internacional volta aos treinos em universidade
Clube teve os locais de treinamentos fortemente afetados pelas chuvas e enchentes que assolam o Rio Grande do Sul

image Inundações no RS: Bombeiros resgatam égua que estava há 10 dias em 3º andar de prédio
Os agentes não sabem como o animal chegou ao apartamento

Em Canoas, o governo já deu sinal verde para ser utilizada a base da Força Aérea Brasileira (FAB) para receber aviões com passageiros. O ministro explicou que um shopping center, localizado próximo à base, será utilizado para os serviços de check-in e para as inspeções de segurança como os procedimentos de raio-X, bagagens e detectores de metais. Os passageiros serão transportados em ônibus do shopping até os aviões que estão estacionados na base da FAB. 

Já no aeroporto de Canela, que também é administrado pelo governo do estado, a proposta é que ele seja usado como opção para reacender os fluxos de turistas quando as condições climáticas melhorarem. Celso ressaltou que, atualmente, a principal restrição para um uso mais intenso de Canela é o fornecimento de combustível de aviação. 

“Já que o aeroporto Salgado Filho está totalmente submerso, estamos trabalhando para que aeroportos alternativos no Rio Grande do Sul sejam utilizados”, disse o ministro.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL