Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Falso líder religioso suspeito de estuprar mais de 30 meninas é preso

Ao menos 30 adolescentes, entre 12 e 18 anos, foram estupradas

Karoline Caldeira

Nesta terça-feira (24), um homem que se passava por pai de santo foi preso no município de Barra, no oeste da Bahia. Ele é suspeito de estuprar cerca de 30 adolescentes, com idades entre 12 a 18 anos. A identidade do suspeito não foi revelada.

"Para manter as meninas presas à rotina, o suposto líder espiritual dizia que realizava esses trabalhos para que elas evoluíssem espiritualmente”, disse o delegado Jenivaldo Rodrigues, titular da Delegacia Territorial de Barra. Além disso, o homem utilizava nomes de entidades religiosas para cometer os abusos sexuais contra as vítimas. Na maioria dos casos, as meninas eram virgens.

VEJA MAIS

'Minha mãe sabe de tudo', diz trecho de carta escrita por criança que relata abuso sexual no Pará
A denunciante afirma que ela e as duas irmãs sofriam abuso sexual por parte do primo

Cortejo Cultural combate o abuso sexual infanto-juvenil na Semana Padre Bruno Sechi 2022
Programação começa neste domingo, e segue até o próximo final de semana, encerrando no dia 29 de maio

Instituto Como Contar lança documentário sobre efeitos do abuso sexual em crianças nesta quarta (18)
Projeto funciona como alerta para o enfrentamento de casos no país

De acordo com as investigações, os crimes eram mais favorecidos por conta da localização da casa onde os crimes eram realizados. A casa fica situada em local afastado da cidade. Relatos apontam que as garotas eram atendidas individualmente dentro de um quarto, onde tinham seus olhos vendados e tinham que tirar peças de roupas para ficarem nuas, por determinação do suspeito.

“Conforme investigamos, os crimes ocorrem há cerca de quatro anos e mais de 30 vítimas sofreram os abusos. Solicitamos que quem frequentava o local procure a DT para realizar a denúncia”, explicou o delegado.

Até o momento, o homem continua preso e está à disposição do Judiciário. Cada vítima está sendo ouvida por responsáveis pelo caso.

(Estagiária Karoline Caldeira, sob supervisão da editora web de OLiberal.com, Tainá Cavalcante)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL