Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

‘Eu estava doido demais’, diz ‘Novo Lázaro’ ao justificar morte de enteada a facadas

Além da criança, ele também matou a mãe da menina, que era a sua companheira e estava grávida

O Liberal

Wanderson Mota Protácio, que ficou conhecido por ser o ‘novo Lázaro’, após assassinar a facadas a enteada de apenas dois anos e a própria companheira, mãe da menina, confessou à polícia que não sabe ao certo o motivo de ter cometido os crimes, no último dia 28 de novembro, em uma fazenda de Corumbá de Goiás, no entorno do Distrito Federal. As informações são do portal Metrópoles.

VEJA MAIS

'Novo Lázaro' é acusado de matar taxista e de tentativa de feminicídio
Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, é acusado de matar a esposa, a enteada e um fazendeiro há cinco dias.

Em depoimento aos agentes, Wanderson teria ficado em silêncio ao ser questionado sobre os dois crimes bárbaros que cometeu. Segundo a polícia, ele teria respondido “não sei” ao ser perguntado sobre a motivação dos assassinatos. 

Já em outro momento, ele confirmou que sabia da gravidez da companheira, também morta por ele. Inclusive, Wandersson contou que ia nas ultrassons com a jovem e estava feliz com a proximidade da paternidade. “Eu estava doido demais. Eu peço perdão para a mãe dela, que um dia ela me perdoe, mas ela não vai perdoar não. Acabei com a família dela. Acabei com a minha”, disse, acrescentando que usou uma faca que estava em cima da pia para matá-la. 

Wanderson foi preso nas regiões de Alexânia, Abadiânia e Gameleira de Goiás, no último sábado (4), com a ajuda de uma fazendeira.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL