Empresário paraense vira réu por ameaça de bomba em aeroporto de Brasília

George Washington de Oliveira Sousa, Alan Diego dos Santos e Wellington Macedo de Souza responderão por crime de explosão

O LIberal
fonte

O paraense George Washington de Oliveira Sousa virou réu junto com Alan Diego dos Santos e Wellington Macedo de Souza após o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) aceitar a denúncia de tentativa de explosão de um artefato deixado embaixo de um caminhão–tanque de combustível próximo ao Aeroporto de Brasília na véspera do último Natal.

De acordo com as investigações, os três homens são apoiadores radicais do ex-presidente Jair Bolsonaro e o objetivo do crime seria causar um estado de sítio, a poucos dias da posse presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva. Ainda conforme as investigações, o plano foi elaborado no acampamento em frente ao quartel-general do Exército, em Brasília, que foi desocupado após os ataques contra os prédios dos Três Poderes. 

VEJA MAIS 

image Empresário do Pará diz que também estava em ataque à PF em Brasília; vídeo
‘Naquela confusão eu estava como um pacificador’, diz o acusado de terrorismo

image Paraense preso em Brasília estava preparado para 'guerra'; áudio
Em depoimento à Polícia Civil, George Washington de Oliveira Sousa foi preso no sábado (24) por suspeita de ter colocado um explosivo no Aeroporto Internacional de Brasília

A decisão é do juiz Osvaldo Tovani, da 8ª Vara Criminal de Brasília, e atende a denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a partir da investigação da Polícia Civil.

image Paraense preso em Brasília: informante revela disparos e ataques de raiva de empresário
Relatos indicam episódios com disparo de tiros e ataques de raiva do empresário paraense George Washington

image Paraense acusado de terrorismo responde na Justiça por dívidas que ultrapassam R$ 800 mil
Instituições financeiras cobram George Washington de Sousa desde 2012 alegando não pagamento de empréstimos

Palavras-chave

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL