Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Babá denuncia estupro de bebê de um ano

Cuidadora levou o bebê até uma unidade de saúde onde o médico confirmou o abuso

Emilly Melo

Uma babá de 19 anos procurou uma delegacia de Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (19), após notar que o bebê de um ano que ela cuidava apresentava sinais de abuso sexual. No boletim de ocorrência, ela relatou que o menino apresentava vermelhidão nas partes íntimas, e que aquela não foi a primeira vez que a mulher percebeu. As informações são do Campo Grande News.

A jovem contou que cuidava da criança há aproximadamente um mês, e que observou que a criança estava com algumas marcas e inchaço na região das nádegas. Ela também notou que o menino chorava bastante sempre que ela tentava trocar a fralda. Com o passar do tempo, as marcas sumiram e a mulher acreditou que se tratava apenas de uma alergia.

VEJA MAIS

Polícia Federal prende homem com mais de 5 mil arquivos de pornografia infantil em Ananindeua
A prisão ocorreu durante cumprimento de dois mandados de busca e apreensão na casa de investigados por crimes relacionados ao armazenamento e disponibilização de imagens e vídeos contendo cenas de abuso e exploração sexual infantil

Homem é preso por abusar sexualmente de criança de 5 anos no Marajó
Prisão foi realizada no último domingo, 7 de agosto

Como no dia anterior ela não havia ficado com o bebê porque precisava levar o filho ao médico, a cuidadora soube que a mãe da criança o havia deixado sob os cuidados do irmão, um adolescente de 15 anos. 

Quando voltou do médico, a mãe levou o menino até a casa da babá. No entanto, a funcionária afirma que a criança chorava sem parar. Ao fazer a troca de fraldas, notou que o órgão genital do garoto estava muito vermelho e havia marcas na região das nádegas

Pai é preso após ser flagrado estuprando a filha de nove anos
A mãe viu o marido em baixo da coberta com a criança e acionou a polícia

Casal é preso suspeito de abuso sexual que causou a morte do filho de 2 anos
Sangue e sêmen foram encontrados nas roupas da vítima; pai da criança se recusou a fazer exame para comparar material genético

A cuidadora avisou a mãe, que disse que levaria o filho até o posto de saúde. A genitora disse que o menino passou por uma consulta e que o médico teria dito que era apenas um ressecamento e receitou uma pomada. 

Ainda desconfiada, a babá decidiu levar o bebê até uma unidade de saúde, onde, segundo ela, o médico confirmou que ele apresentava sinais de abuso sexual. Ela teria sido orientada a procurar uma delegacia. 

A mulher se dirigiu até a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde o caso foi apresentado e será investigado. 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL