Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Casal é preso suspeito de abuso sexual que causou a morte do filho de 2 anos

Sangue e sêmen foram encontrados nas roupas da vítima; pai da criança se recusou a fazer exame para comparar material genético

O Liberal

Após suspeitas de envolvimento no abuso sexual, que resultou na morte de uma criança de 2 anos no Espírito Santo, Maycon Milagre da Cruz, de 35 anos, e Jeorgia Karolina Teixeira da Silva, de 31 anos, foram presos na última quarta-feira (13). Nesta quinta-feira (14), a Polícia Civil informou que o pai da vítima se recusou a fazer o exame para comparar o material genético dele com o encontrado nas roupas do filho Jorge Teixeira da Silva. A informação é do portal A Gazeta.

VEJA MAIS

Avó denuncia morte de bebê de dois meses em Bragança
O caso não está esclarecido. A Polícia Civil informa que pediu perícias para auxiliar na investigação.

Família reage a acusações de estupro após morte de bebê
Mãe da criança apresenta laudo para se defender e nega violência

Soldado da Rússia é preso após compartilhar vídeo estuprando bebê
Acredita-se que as imagens tenham sido gravadas durante o conflito com a Ucrânia

Foram encontrados vestígios de sêmen e sangue em roupas da criança que morreu na segunda-feira (5). Desde então, os pais do menino são apontados como suspeitos da morte do filho. Para a Polícia Civil, com a negativa do acusado ficou evidente que “será necessário avaliar as possibilidades legais”. “Os exames foram ofertados para dois parentes que aceitaram. Até o momento, não tem o resultado de quem seria o sêmen e o sangue”, finalizou a corporação em nota.

O delegado titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha, Alan Moreno, afirmou que ainda não é possível dizer a quem pertence o sangue e o sêmen encontrados. Ao jornal A Gazeta, ele informou ainda que o material genético foi encontrado em uma roupa que estava dentro da casa da família e que não, obrigatoriamente, teria sido usada pela vítima no dia da morte.

Para dar andamento às investigações, a Polícia Civil solicitou que Maycon realizasse os exames na manhã desta quinta-feira (14), para comparação genética, porém o suspeito se recusou.

Entenda o caso

Jorge Teixeira da Silva, de apenas 2 anos, morreu depois de dar entrada em um hospital público em Vila Velha (ES) na segunda-feira (4). Após a confirmação da morte, atitudes suspeitas fizeram com que os pais fossem presos em flagrante e tivessem a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Bebê morto em Santarém: Pais são presos por suspeita de homicídio
A decisão aconteceu após oitiva dos envolvidos na Delegacia especializada no atendimento à criança e Adolescente

Pai que estuprou recém nascida no Pará é condenado a 27 anos de prisão
Cleyton Ramos França foi condenado pelo estupro contra uma bebê de 14 dias

A mãe da criança levou o pequeno ao hospital alegando que ele estava com pneumonia. Porém, no laudo feito por médicos-legistas no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, a criança foi espancada, torturada e estuprada. Além disso, no corpo dela foram encontradas lesões e queimaduras.

Para a Polícia Civil, o casal teve um comportamento estranho, sem conversa ou demonstração de emoções; mesmo diante de um caso tão grave. Desde então, eles são os principais suspeitos de causarem a morte da criança.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL