Internautas questionam reforma da Praça do Carmo, em Belém

A possibilidade de descaracterização do anfiteatro do espaço, descartada pela PMB, gerou burburinho nas redes sociais

Redação Integrada

A reforma da Praça do Carmo, no bairro da Cidade Velha, foi alvo de grande burburinho nesta quinta-feira (21). No microblog twitter, uma imagem do anfiteatro do local em obras gerou questionamentos sobre a natureza do serviço realizado e sobre uma suposta descaracterização do espaço, tradicionalmente utilizado para apresentações ao ar livre. 

 

 

A obra, tocada pela Prefeitura Municipal de Belém e iniciada em fevereiro deste ano, tem previsão para ser concluída em seis meses, ao custo de R$ 1,3 milhão. 

O questionamento mobilizou internautas. Coube ao historiador Michel Pinho, marcado na postagem, dar os primeiros esclarecimentos sobre a reforma. Pinho explicou que o
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) autorizou a obra "deixando expressa a determinação que nenhum bem fosse destruído ou alterado como bem coloca no artigo 17 da lei 25 de 30 de novembro de 1937". 

Pinho aproveitou para criticar a não existência de um canal de informações da PMB sobre o andamento de reformas em espaços públicos na capital. "Toda essa confusão teria sido evitada se a prefeitura criasse um canal simples e direto com a população informando sobre os projetos e mudanças", disse, em outra postagem na tarde desta quinta.
 

Procurada pela Redação Integrada de O Liberal, a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) reiterou, por meio de nota, o que o historiador publicou na rede social. 

“A obra de reforma da Praça do Carmo tem todos os projetos aprovados pelos órgãos de proteção patrimonial, Iphan e Fumbel. Com relação ao anfiteatro, será feita uma readequação no nivelamento da área, mantendo até quatro degraus. O ajuste auxiliará na drenagem de água da chuva que se acumulava no local devido a profundidade, além de proporcionar melhor visualização e conforto para o público”, informou a Seurb.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM