Rainha das Rainhas 2020 tem reunião de planejamento

Estilistas e coreógrafos discutem detalhes do regulamente do concurso

Eduardo Rocha

O concurso Rainha das Rainhas do Carnaval entra na reta final de preparativos. No próximo dia 22, iniciarão as apresentações das 17 candidatas participantes da edição de 2020 do concurso. E para que tudo transcorra em alto nível, desde já, dirigentes do Grupo Liberal, promotor do concurso, e da coordenação do evento, reuniram-se com estilistas e coreógrafos que atuam com as rainhas dos clubes. A reunião ocorreu, nesta terça-feira (14), na sede do Grupo Liberal.

A grande noite do Rainha das Rainhas acontecerá em 15 de fevereiro, no Hangar, a partir das 20 horas, com transmissão ao vivo da TV Liberal e cobertura dos meios de comunicação do Grupo Liberal.

A reunião de hoje foi presidida pelo diretor de Marketing do Grupo Liberal, Rodrigo Vieira, em conjunto com a coordenadora artística do RR 2020, Ana Unger; o gerente de Marketing, Aurélio Oliveira, e o presidente do Sindicato dos Clubes Sociais do Pará (Sindiclubes Pará), Salatiel Campos.

“Nós aproveitamos a reunião para repassar o regulamento do Rainha das Rainhas aos estilistas e coreógrafos, ou seja, discutir com eles o que a gente pensa de inovação, de estrutura, sobre a apresentação das candidatas pelos clubes, tudo para deixar o concurso de maneira bem organizada, sem sobressaltos”, declarou o diretor Rodrigo Vieira.

No regulamento estão previstos elementos visando dar mais conforto e segurança às candidatas com relação as fantasias. Em 15 de fevereiro, as candidatas dos clubes serão avaliadas por um grupo de seis jurados nos quesitos fantasia, apresentação cênica e beleza.

Para a professora Ana Unger, a reunião serviu para um bate-papo direto com os profissionais envolvidos diretamente com a preparação das rainhas dos clubes no concurso. “Os coreógrafos têm participação decisiva no Rainhas, dado o quesito apresentação cênica, e os estilistas atuam com as fantasias. Estamos trabalhando todos juntos para o sucesso do espetáculo, independente de quem ganhar”, ressaltou Ana Unger.

Salatiel Campos, presidente do Sindiclubes Pará, ressaltou ser imprescindível que os estilistas e coreógrafos tenham conhecimento do regulamento do concurso, para que no momento em que as candidatas pisarem na passarela possam cumprir seu objetivo maior, que é buscar a vitória e dentro dos padrões estabelecidos.

NO CLIMA

Com 20 anos de Rainha das Rainhas, o estilista Zandro Gurjão, 41 anos, declarou que para a equipe de profissionais que atuam com as candidatas o sincronismo é estrutural. “A gente tem que pensar junto, formar uma equipe coesa para que o trabalho seja o melhor possível”, completou.

Ocir Oliveira, 31 anos, estilista da atual rainha das Rainhas do Carnaval, Izabelle Pereira, do Tênis Clube do Pará, atua há 10 anos no concurso. Para ele, “muitas coisas vêm melhorando no concurso, e com essa parceria a tendência é que se aperfeiçoe ainda mais”.

A coreógrafa Thayla Savick, 32 anos, com cinco anos no concurso, disse que o evento valoriza a beleza da mulher paraense e “faz parte da agenda da nossa cidade”. Gabriel Sales, 35 anos, atua em dupla com Thayla desde 2017. “O Rainha é intenso, porque a gente começa a trabalhar desde outubro visando o momento final do concurso”, afirmou.

Além da transmissão ao vivo pela TV Liberal, o concurso será acessado, minuto a minuto com informações dos bastidores e todo o clima no Hangar pelo OLiberal.com. A apresentação das rainhas dos clubes se dará até 5 de fevereiro.

Notícias
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM