Procura de pacientes por atendimento foi menor na madrugada desta segunda em Belém

Movimento foi calmo na Policlínica Metropolitana, no Hospital de Campanha de Belém no Hospital Abelardo Santos

Dilson Pimentel e Igor Mota

Poucas filas e sem aglomerações: é o que a procura de pacientes por atendimento de casos de suspeitas por covid-19 encontrou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (18) na Policlínica Metropolitana, no Hospital de Campanha de Belém, no Hangar, e no Hospital Regional Dr. Abelardo Santos - que atende pacientes com o novo coronavírus em Icoaraci. As unidades foram visitadas desde a madrugada pela reportagem da redação integrada de O Liberal.

Hospital de Campanha de Belém: sem procura na madrugada (Igor Mota / O Liberal)

Esses locais de atendimento costumam registrar um grande número de pacientes em busca de consultas e casos de urgência. Por volta das 5h15, havia apenas cinco pessoas aguardando a abertura das atividades da Policlínica Metropolitana, no bairro do Marco. Elas preferiram não falar com a reportagem. no Abelardo Santos, onde a pressão por atendimento é maior, o volume de procura começou a ser sentido apenas depois das sete da manhã, mas sem maiores problemas. 

Espera à porta da Policlínica: sem filas de outras semanas (Igor Mota / O Liberal)

Pacientes acolhidos à porta


O cenário do atendimento da manhã também foi calmo no Hangar. Também não havia esperas ou aglomerações em frente ao hospital de campanha. No Hospital Abelardo Santos, em Icoaraci, mais calmaria. Uma senhora chegou em uma cadeira de rondas e logo foi atendida. Profissionais de saúde estavam do lado de fora do hospital, aguardando pacientes.

Profissionais aguardavam pacientes no Abelardo Santos (Igor Mota / O Liberal)

Depois de um certo tempo, havia umas dez pessoas em frente ao hospital. E, nesse momento, um homem, que disse ser advogado, mas não se identificou, disse que o repórter fotográfico não poderia fazer fotos das pessoas que buscavam atendimento. Mas o fotógrafo estava fazendo registrando a pequena movimentação de pacientes, cumprindo sua missão de dar informações sérias e responsáveis à população.

Atendimento no Abelardo Santos, em Icoaraci (Igor Mota / O Liberal)

Movimento mudou


O repórter fotográfico Igor Mota, de O Liberal, que percorreu essas unidades, contrastou o movimento desta segunda-feira com os das semanas anteriores. Todos esses estabelecimentos de saúde vinham  registrando uma quantidade muito grande de pacientes, mesmo durante a madrugada.

“Antes, às 5h, já estava lotado na frente da Policlínica. O mesmo ocorria no Hangar”, lembra Mota, que antes já havia estado nesses mesmos locais registrando a movimentação de pacientes em busca de atendimento. “Muita gente também ficava na porta do Abelardo Santos, aguardando o momento de entrar e ser atendida. Uma agonia”.

Abelardo Santos teve madrugada calma (Igor Mota / O Liberal)

Nesta segunda-feira (18) o repórter fotográfico chegou ao Abelardo Santos por volta das 6h da manhã. Não havia ninguém sentado nas tendas, ao contrário do que ocorria antes. Os médicos e demais profissionais de saúde estavam do lado de fora, aguardando alguém chegar.

"Uma mulher chegou em uma cadeira de rodas, aparentemente desmaiada, e os profissionais logo a pegaram lá fora e a levaram para dentro do hospital. Havia poucas pessoas para entrar lá e receber atendimento”, contou Igor Mota.

A redação integrada de O Liberal procurou a Secretaria de Estado e Saúde do Pará (Sespa) para comentar a movimentação. Em nota, a Sespa disse que "os protocolos de atendimentos adotados nessas unidades são para que os pacientes não enfrentem filas".

A Sespa ressaltou ainda que, até este domingo (17), a Policlínica realizou 29 mil atendimentos entre exames laboratoriais e de imagem específicos pra doenças respiratórias. Já o Hospital Abelardo Santos, transformando em Pronto Socorro exclusivo para a covid-19, registrou mais de 21.700 e o Hospital de Campanha do Hangar já atendeu 867 pessoas na capital.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM