Pará tem aumento de 18.29% nas inscrições ao Enem PPL

Em 2020, foram 1.443 pessoas privadas de liberdade inscritas; em 2021, são 1.707

O Liberal

Pessoas privadas de liberdade no Estado do Pará estão buscando mais novos horizontes a partir da educação, de vez que, de acordo com levantamento da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), nesta segunda-feira (27), em 2020 houve 1.443 inscrições desse público e, agora, e em 2021, foram 1.707 inscrições ao Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021. O crescimento é de 18.29% no total de inscritos. O prazo para a inscrição de candidatos no País terminou na sexta-feira (24).

Belchior Machado, diretor de Reinserção Social da Seap, informa que, no Enem PPL 2020, 152 custodiados no Pará alcançaram a média de aprovação. A Seap atua em uma política de estímulo a que esse público tenha interesse em estudar e fazer as provas do Enem. 
"Além das aulas regulares de Educação de Jovens e Adultos, há diversos cursos livres e cursinhos pré-Enem que são realizados nas unidades prisionais, dando suporte, motivação e estímulo  para que os custodiados realizem o Exame e tenham bom aproveitamento", declara Belchior Machado.
Nesse contexto, a educação desponta como um meio estratégico de cidadania, dada importância de que mais pessoas privadas de liberdade façam Enem como política de ressocialização. "A educação é ferramenta primordial de reintegração das pessoas privadas de liberdade ao convívio social. Ela abre as portas da mente, e exames nacionais como o Enem constituem os caminhos para um futuro em liberdade, dando oportunidades de acesso ao nível superior àqueles que buscam sair da criminalidade", completa o diretor da Seap.
Ao ser aprovado no Enem PPL, o custodiado tem a possibilidade de ingressar à universidade ou faculdade, na modalidade de ensino à distância, realizando seu curso com apoio da Seap e de sua família.
Provas
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará o Enem PPL 2021 nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022. o Inep informa que as provas do Enem PPL têm o mesmo nível de dificuldade do Enem regular. A única diferença está na aplicação, que ocorre dentro de unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos respectivos órgãos de administração prisional e socioeducativa de cada unidade da Federação.
O Enem serve para avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e se configura em uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni). Como informa o Inep, instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. 
Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM