Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Moradores de Mosqueiro fecham a Almirante Barroso em protesto por mais transportes

O ato aconteceu no início da noite desta terça-feira (30)

Ana Laura / O Liberal

​Moradores da Ilha de Mosqueiro realizaram, na noite desta terça-feira (30), um protesto na avenida Almirante Barroso, próximo da Cipriano Santos, no bairro de São Brás, em Belém. Eles reclamavam e cobravam providências para a falta dos ônibus que fazem o deslocamento, tanto de ida quanto de vinda, à capital.

A Polícia Militar, assim como agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMob), foram acionados para ajudar na negociação com os manifestantes. Segundo a PM, o protesto começou por volta das 18h30. As duas faixas da avenida Almirante Barroso foram fechadas, sendo liberadas somente por volta das 19h40. Manifestantes usaram sacos de lixo, pedaços de pedra e madeira para interditar a via.

Nos dois sentidos, o trânsito ficou bastante engarrafado. Passageiros de outros coletivos precisaram descer e seguir viagem de pé. Os manifestantes alegaram que a empresa responsável pelos ônibus chegou a prometer três veículos para resolver o problema nesta terça-feira e, assim, encerrar o protesto, mas eles não aceitaram.

“A empresa Transcap só coloca ônibus para rodar de manhã, porque tem gente para levar e trazer. Quando chega nesse horário de pico, nenhum empresário vai colocar ônibus para atender a população, porque são 120 quilômetros para ir e mais 120 para voltar. Nessa volta, de lá para cá, eles vêm vazios. Isso não é negócio do ponto de vista do empresário. Estamos aqui desde às 17h. Esse problema não é de hoje. Ninguém tem interesse em resolver”, contou o morador de Mosqueiro Luiz Guilherme.

Após negociação entre representantes da empresa que faz o transporte para Mosqueiro e manifestantes, foi realizada a desobstrução da avenida Almirante Barroso. Dezenas de moradores se dividiram entre os quatro ônibus disponibilizados para regressarem a Mosqueiro. Ainda assim, houve reclamação: “A gente resiste em ir nesses ônibus, porque no meio do caminho eles vão apresentar problema e nós vamos ter que ficar sabe lá por onde e como”, relutavam os passageiros.

A reportagem entrou em contato com a SeMob. Por meio de nota, a Superintendência disse que está apurando a situação e adotará as medidas administrativas cabíveis.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM