Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com desativação do hospital de campanha, Hangar terá memorial para vítimas da covid-19

A atividade hospitalar do espaço será encerrada no sábado (16), em celebração ecumênica. Para recebimento de grandes eventos, o Hangar só deve voltar a funcionar em 2022

João Thiago Dias / O Liberal

Um memorial será montado em homenagem às vítimas da covid-19 e a todos que contribuíram na luta contra a doença, no Hangar, em Belém, onde funciona por mais de 18 meses o hospital de campanha para enfrentamento da pandemia. A atividade hospitalar no espaço será desativada no próximo sábado (16). Já o recebimento de eventos só deve retornar em 2022, após grande reestruturação. 

A mudança foi anunciada nesta terça-feira (12), pelo governador Helder Barbalho, por meio de vídeo nas redes sociais. "Lá no Hangar, nós teremos, também, o início de um grande memorial, para que possamos, eternamente, agradecer e homenagear aqueles que por ali passaram", adiantou. "Vitória para aqueles que conseguiram superar! E gratidão a todos que colaboraram neste momento tão difícil".

De acordo com o governador, a decisão sobre a desativação do hospital de campanha de Belém foi possível diante da expressiva redução na demanda por leitos. Para marcar o encerramento das operações, o Governo do Estado organizou uma cerimônia ecumênica, no sábado, às 17h. 

"Graças a Deus, com a redução das demandas, da procura por leitos clínicos e de UTI, nós podemos virar essa página. É o momento de se solidarizar e ter empatia com quem perdeu seus entes queridos. E de celebrar a vida daqueles que venceram", disse.

A abertura do hospital foi realizada dia 10 de abril de 2020, pouco menos de um mês após a confirmação do primeiro caso positivo da doença, em 18 de março. Nesse tempo, 7.351 pacientes foram atendidos, sendo 4.944 mil altas, 2.063 óbitos e 344 transferências.

Na segunda-feira (11), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou, por meio das redes sociais, que apenas um paciente segue internado no hospital de campanha do Hangar e que ele não está em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ainda não foi informada a data exata em que esse paciente deve receber alta.

Após a alta do último paciente, a estrutura será desmobilizada. De acordo com a Sespa, os atendimentos serão realizados no hospital Santa Teresinha, que ganhou uma ala inteira dedicada a atender pacientes com covid-19. O hospital fica na avenida Governador Magalhães Barata, no bairro de Nazaré, na capital. Ao todo são 120 leitos, sendo 60 de UTI e 60 clínicos. 

Retomada respeitosa

Em 2022, ainda sem data exata divulgada, o Hangar voltará a funcionar como centro de convenções. O espaço é reconhecido nacionalmente por ser um dos mais completos em se tratando de capacidade multiambiente, para recepção de shows, casamentos, formaturas, festivais, aniversários, congressos, feiras e outros eventos de grande porte. O governador Helder Barbalho destacou que essa retomada será feita de forma respeitosa.

"É hora de virar a página, para que, no ano que vem, depois de todo reestruturado, o nosso centro de convenções possa voltar a ser ativado. Sem pressa, respeitando a dor, respeitando tudo que ali ocorreu, mas reestruturando com muita cautela, para que possamos retomar essa atividade importante da nossa economia, que é a atividade de turismo e eventos", explicou.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM