Bruno Secchi: Governo estadual e prefeitura decretam luto oficial de três dias

Nas redes sociais, a comoção foi grande pela perda do fundador do Movimento República de Emaús

João Thiago Dias
fonte

O falecimento do padre Bruno Sechi, idealizador e fundador do Movimento República de Emaús, nesta sexta-feira (29), causou grande comoção entre diversos segmentos da capital paraense, dentre representantes da Igreja Católica, políticos, gestores públicos e outros amigos que se manifestaram por meio das redes sociais. O governo do Pará decretou luto de três dias. 

LEIA TAMBÉM

"Jamais nos deixem perder a esperança", disse padre Bruno Secchi em última entrevista

"O Governo do Pará vai decretar luto oficial de três dias pelo falecimento do padre Bruno Sechi, ocorrido no início da noite desta sexta-feira (29). Padre Bruno tinha 80 anos, fundou e coordenou o Movimento República de Emaús e, com trabalho social reconhecido internacionalmente, foi precursor na defesa dos direitos da criança e do adolescente e dos direitos humanos no Estado. Atualmente também era pároco da Paróquia São João Paulo II, no bairro do Curió-Utinga, em Belém. Bruno Sechi foi um dos maiores parceiros do Programa Territórios pela Paz (TerPaz). O governo expressa profundo pesar pela morte do religioso e deseja conforto a familiares e amigos neste momento de dor", diz a nota divulgada pelo governo estadual.

Em sua conta no twitter, o governador Helder Barbalho reiterou. "Acabo de decretar três dias de luto, pelo falecimento do padre Bruno Sechi, que fundou e coordenou o Movimento República de Emaús e que tinha um trabalho social reconhecido internacionalmente", informou o governador Helder Barabalho. 

 

 

Ele também publicou uma foto de um encontro dele com padre Bruno, destacando que o fundador do Emaús foi um dos maiores defensores dos direitos humanos no Brasil. Tambem lembrou o padre que desenvolveu projetos a favor dos direitos das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social na Amazônia. 

"Foi a pedido dele, quando estive ministro da Integração, que articulamos com o Ministério da Ciência e Tecnologia um convênio que garantiu a continuidade do trabalho de formação profissional dos nossos jovens. Meus sentimentos aos familiares e amigos", comentou o governador.

 

 

A Prefeitura de Belém também publicou nota oficial sobre o falecimento de Pe. Bruno Sechi 

 

 

A jornalista e secretária de Cultura do Pará, Ursula Vidal, postou uma foto em que aparece abraçando Sechi e citou a solidariedade como marca inesquecível dele. "Po que foste tão cedo. Tu, que deverias estar entre nós por mais 100 anos, para que aprendessemos, de uma vez por todas, a solidariedade infinita, a coragem resoluta de lutar pelo justo e pelo certo", disse.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

... Por onde a gente começa? 😔 ⠀ Pedindo aos espíritos de luz que ele volte? Pedindo só mais um pouquinho de tempo com ele?⠀ Pedindo pra ouvir ele rindo na cadeira de balanço da varanda de sua casa simples e tão cheia de vida, de cães e de meninada, no Benguí? ⠀ ⠀ Aquela casa aberta, aquele sorriso aberto, aquele coração que não caberia em corpo algum porque estava em todos os lugares por onde andou, semeou, ensinou, inspirou...⠀ ⠀ Ô Padre Bruno... porque foste tão cedo? Tu, que deverias estar entre nós por mais 100 anos, pra que aprendêssemos, de uma vez por todas, a solidariedade infinita, a coragem resoluta de lutar pelo justo e pelo certo, a generosidade de ofertar o pão, a palavra, a oportunidade e o aprendizado para que vidas novas ressurjam por meio da música, do esporte, dos ofícios.⠀ ⠀ Ôoo querido... como te dizer Adeus? Não. Não foste. Serás sempre em nós. Sempre em nós... 🌹❤️

Uma publicação compartilhada por Ursula Vidal (@ursulavidalpa) em

 

Em uma mensagem aos padres da Arquidiocese de Belém, o arcebispo metropolitano, Dom Alberto Taveira Correa, informou sobre a perda, comentando que falou com padre Bruno na quinta-feira (28). "Ontem ele me mandou a mensagem que estava tranquilo. Eu respondi. Mas ele foi testado com covid e hoje passou mal", explicou. "Descanso eterno, dai-lhe, Senhor! E a luz perpétua o ilumine!", completou.

No facebook, o deputado federal e ex-prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, também lamentou a morte do religioso. "Não há palavras que possam amenizar a dor desta partida. Padre Bruno Sechi, expressão da generosidade, da humildade, do amor e da solidariedade, de entrega à causa das crianças e da juventude, faleceu na noite desta sexta-feira (29), em Belém. Sempre foi uma referência de Igreja comprometida com os mais pobres. Uma vida dedicada à luta pela felicidade humana,  Que seu exemplo inspire as novas gerações a afirmar o amor ao próximo e a luta pela justiça!".

               

O Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras em Educação Pública do Pará (Sintepp Belém), frisou que padre Bruno era lutador dos direitos humanos e da justiça social. "Perdemos sua delicada e aguerrida presença física, mas sua força, sonhos e coerência seguirão presente em nossas lutas. O Sintepp Belem lamenta a perda de um grande lutador social", pontuou a nota.

A Arquidiocese de Belém publicou mensagem dos Bispos de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa e Dom Antônio de Assis Ribeiro, que manifestaram o reconhecimento arquidiocesano pelos trabalhos prestados pelo sacerdote:

"Nossa ação de graças a Deus por nos ter dado este sacerdote exemplar, primeiro como Salesiano de Dom Bosco e depois como padre da Arquidiocese de Belém, tendo passado por várias atividades e atuação edificante durante todos estes anos.

Como a caridade não passa, temos a certeza de que foi logo acolhido nos braços do Pai, conduzido pelo Filho amado, Nosso Senhor Jesus Cristo, para o face a face com Deus. Nós desejamos que seu exemplo e zelo, especialmente pelas crianças, jovens e adolescentes, suscite muitas outras pessoas dispostas a edificar um mundo novo e possível, na força do Evangelho de Jesus Cristo."

 

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM