Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Belém figura entre cidades destaques de livro sobre economia criativa

A obra, escrita pelo economista Luiz Alberto Machado, apresenta dez cidades brasileiras - entre elas a capital paraense, cujos exemplos podem servir de inspiração para gestores públicos, em especial aos ocupantes de cargos executivos nas esferas municipal e estadual

Fabyo Cruz

A cidade de Belém está entre as cidades destaques do livro “Economia + Criatividade = Economia Criativa”, de autoria do economista e professor Luiz Alberto Machado. A obra convida os leitores a uma viagem a dez cidades brasileiras - entre elas a capital paraense, cujos exemplos podem servir de inspiração para gestores públicos, em especial aos ocupantes de cargos executivos nas esferas municipal e estadual. O escritor concedeu uma entrevista ao Grupo Liberal na tarde desta sexta-feira (29) para comentar sobre o lançamento do novo trabalho.

“Belém é um referência mundial em gastronomia, a capital do Pará recebeu o título internacional de Cidade Criativa da Gastronomia, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Por esse motivo não poderia deixar de integrar esses conjuntos de cidades que são destaques no livro. Eu gosto muito de estar aqui e fui um prazer vir lançar o livro na cidade”, disse o escritor.

Escrito juntamente com os professores Mauricio Andrade de Paula, Anapaula Iacovino Davila e Sonia Helena Santos, o livro apresenta uma visão mais aprofundada de cada componente tema do título da obra: economia, criatividade e economia criativa. Cada autor compartilhou um relato pessoal fundamentado em suas próprias experiências pessoais, o que se constitui numa ponte entre a teoria e a realidade do mundo acadêmico ou corporativo.

O economista e professor Luiz Alberto Machado concedeu uma entrevista ao Grupo Liberal na tarde desta sexta-feira (29) para comentar sobre o lançamento do novo trabalho (O Liberal)

“O que nos motivou a escrever o livro foi a constatação de que existem no mercado excelentes livros tanto de economia, como de criatividade, assim como de economia criativa, quer de autores estrangeiros, quer de brasileiros. Nesse sentido, não teria cabimento escrever mais um livro sobre qualquer desses temas. Identificamos, porém, a possibilidade de inovar, por meio de uma abordagem integrada dos três temas. Limitamo-nos, para tanto, a aspectos essenciais da economia, da criatividade e da economia criativa, enfatizando seu elevado grau de complementaridade”, comentou o economista.

“Temos absoluta convicção de que o Brasil possui todas as condições para ser protagonista no campo da economia criativa, dispondo de diversidade cultural e de ativos ambientais que lhe conferem considerável vantagem competitiva. Lamentavelmente, por diversas razões, em especial pelo desconhecimento de nossos gestores públicos e pela descontinuidade das políticas públicas, essa vantagem competitiva não foi devidamente explorada, permanecendo a economia criativa como um segmento marginal da nossa economia, quando teria tudo para ser um dos carros-chefes do nosso processo de desenvolvimento. Fica a esperança de que o livro contribua para maior reconhecimento da relevância deste segmento”, concluiu Luiz Alberto Machado.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM