Ameaça de atentado em escola no Satélite é fake news

Publicação no Facebook afirmava que materiais inflamáveis seriam utilizados para incendiar alunos e funcionários

Byanka Arruda

Circulou nas redes sociais, na tarde desta quarta-feira (20), a informação de que oito galões de gasolina teriam sido encontrados dentro da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Dona Helena Guillon, situada no bairro do Satélite, em Belém.

A publicação afirmava que os materiais inflamáveis seriam utilizados para incendiar a escola, os alunos e funcionários. O plano criminoso, segundo a publicação, teria sido detalhado em uma carta. O post contava ainda que o diretor da instituição de ensino teria acionado a polícia e que os pais dos estudantes estariam receosos em deixar seus filho na escola após o incidente. 

Procurado pela reportagem do jornal O Liberal, o diretor do colégio, Sidney Silva, desmentiu os boatos e disse lamentar as calúnias. "Ontem realizamos uma festividade na escola, pelo aniversário de 44 anos da instituição. Por ter muita gente, chamamos policiamento para reforçar a segurança. As pessoas podem ter associado a alguma confusão, não sei. Mas não ocorreu nada de ruim, graças a Deus. Tudo não passa de mentiras", destacou o gestor. 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM