"Ainda tem muita chuva nesta semana", aponta meteorologista

Pode haver coincidência com marés altas, o que eleva os riscos previstos pela Defesa Civil de Belém

Victor Furtado / Redação Integrada de O Liberal

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de que ainda vai chover bastante no Pará, durante esta semana. Na região nordeste, área litorânea e parte da região oeste, a trégua só começa entre quinta e sexta. Já em parte da região oeste, centro e sul, podem ter chuva forte durante todo o final de semana.

LEIA MAIS:

- Por que quando chove o trânsito fica caótico?

- Moradores de Marituba vivem drama com via cheia de buracos e lama

- Lama e buracos deixam usuários de ônibus na mão em Benfica

- Chuva causa transtornos em seis bairros de Santarém

"Ainda tem muita chuva nesta semana", diz José Raimundo Abreu, coordenador do segundo Distrito de Meteorologia (Disme / Inmet). O meteorologista aponta que, para a Região Metropolitana de Belém, as chuvas devem ocorrer à tarde e à noite, com coincidências com marés altas. Em alguns dias, pode amanhecer chovendo, mas com menos intensidade.

De de quarta (17) a domingo (21), a maré alta deve atingir os 3,5 metros, como aponta a tábua de marés da Marinha do Brasil. A maior altura deve ser atingida na sexta-feira (19), com 3,6 metros, às 11h23. Há alerta de risco altíssimo, se coincidir com chuvas.

Pelos padrões da Defesa Civil Municipal, marés de 3 a 3,4 metros são de alerta moderado, com risco alto se coincidir com chuvas. Marés acima de 3,5 metros são de risco alto, podendo ser considerado altíssimo, se coincidir com chuvas.

Na prática, coincidência de chuva forte com maré alta, para Belém, significa cidade com enchentes em vários pontos e alagamentos. As áreas mais baixas da capital e o centro devem ser os pontos mais afetados, o que vai demandar planejamento de mobilidade e saneamento.  

"Temos uma faixa de nuvens estacionária e a zona de convergência intertropical (ZCIT), fenômenos que estão começando a regressar para o hemisfério norte. Por isso, devemos ter chuvas fortes até sexta. Previsões mais seguras sobre o oeste e o sul do Pará devem ser feitas a partir de quarta-feira", adianta o meteorologista.

José Raimundo pontua que, para os 15 primeiros dias de abril, o acumulado de chuvas é de 250 milímetros. A média história de abril costuma ser de 424,3 mm. Ele analisa que há alta probabilidade dessa média ser atingida ou superada até o final do mês. Março, ressalta, já teve chuvas que superaram a média histórica do mês.

Entre as cidades que podem experimentar chuvas fortes, além de todas as que compõem a área litorânea do Pará e RMB, estão Santarém, capitão Poço, Bragança, Paragominas, além de parte do Baixo Amazonas e do Baixo Tocantins.

Confira as marés para esta semana

 

16 de abril

9h04 - 3.2m

Alerta de risco alto para maré alta de manhã, com a possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

17 de abril

9h54 - 3.4m

22h13 - 3.5m

Alerta de risco alto para maré alta de manhã e risco altíssimo de noite, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

18 de abril

10h38 - 3.5m

23h08 - 3.5m

Alerta de risco altíssimo de maré alta de manhã e à noite, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

19 de abril

11h23 - 3.6m

23h51 - 3.5m

Alerta de risco altíssimo para coincidência de maré alta de manhã e final da noite, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

20 de abril

12h09 - 3.5m

Alerta de risco altíssimo para maré alta no final da manhã, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

21 de abril

0h34 - 3.5m

12h41 - 3.5m

Alerta de risco altíssimo para maré alta de madrugada e no início da tarde, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

22 de abril

01h21 - 3.4m 

13h21 - 3.4m

Alerta de risco alto para maré alta de madrugada e início da tarde, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

23 de abril

02h02 – 3.3m

14h02 – 3.3m

Alerta de risco alto para maré alta de madrugada e de tarde, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia.

FONTE: MARINHA DO BRASIL

Belém