Agente do Detran utiliza Libras em abordagem de trânsito e ação é elogiada por condutores

Habilidade de agente na Língua Brasileira de Sinais durante fiscalização foi registrada em celular e ganhou as redes sociais

Reprodução Agência Pará

A conduta de um agente de trânsito ganhou o reconhecimento de condutores e pessoas que passavam próximo ao local onde estava sendo realizada uma blitz do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em Marituba, na tarde da última quinta-feira (31). Durante abordagem ao condutor de motoneta que estava sem capacete a equipe percebeu que o homem era surdo. Prontamente, um dos agentes se aproximou e começou a se comunicar com o piloto em Libras. A cena chamou a atenção de pessoas que também foram paradas na blitz e algumas delas chegaram a registrar o fato e divulgar nas redes sociais.

O protagonista desse feito foi o agente de trânsito Deninson Maia, que está há 10 anos no Detran. Ele estudou a Linguagem Brasileira de Sinais por dois anos e meio, fez um curso de capacitação no CAS (Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez) e é certificado pelo Exame Nacional de Proficiência para Tradução e Intérprete de Libras/Língua Portuguesa.

“Perguntei se ele era habilitado e ele me disse que todos os documentos estavam em sua casa, inclusive o da motoneta. Mas ele não era habilitado. Expliquei que ele deveria apresentar um condutor que o fosse, e com capacete, para que pudéssemos liberar o veículo, uma vez que o mesmo estava regular”, explicou o agente, que também usou Libras para se comunicar com outro condutor pouco tempo depois na mesma blitz.

De acordo com o diretor geral do Detran, Marcelo Guedes, o órgão estadual de trânsito tem uma preocupação constante em capacitar seus agentes para melhor atender a população. "Isso ficou demonstrado na atuação do agente Deninson. Sua atitude é um exemplo de que a autarquia está buscando a melhor forma cumprir sua missão constitucional", comentou.

O que é Libras?

É um sistema linguístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, de transmissão de ideias e fatos oriundos de comunidades de pessoas surdas no país. Baseada nessa garantia de igualdade, em 24 de abril de 2002, a Presidência da República Federativa do Brasil sancionou a Lei Nº 10.436 que reconheceu a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como meio legal de comunicação e expressão.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM