Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Fortes cólicas menstruais podem ser sinal de endometriose, diz médica

A doença, que afeta mulheres no mundo todo, leva, em média, de sete a dez anos para ser diagnosticada, pois muitas vezes é confundida com dores decorrentes da menstruação

Juliana Maia

Na última sexta-feira (22), a cantora Anitta compartilhou com os seguidores que passou por uma cirurgia em decorrência do seu diagnóstico tardio de endometriose, após nove anos convivendo com os sintomas. A doença afeta cerca de 10 milhões de mulheres por ano, mas pode ser tratada, até sem intervenção cirúrgica, se diagnosticada precocemente. 

VEJA MAIS

Anitta conta sobre pós operatório da cirurgia de endometriose 'esse pós é insuportável'
. A cirurgia aconteceu na última quarta-feira, 20. Anitta recebeu o diagnóstico de endometriose e também comunicou via redes sociais

Endometriose: doença que acomete Anitta afeta uma a cada 10 mulheres no Brasil
Quando não tratada, a doença pode evoluir para quadros mais graves. Conheça os sinais de alerta

Endometriose: conheça os sintomas, tratamentos e como é feito o diagnóstico da doença de Anitta
A doença afeta cerca de 2 milhões de mulheres no Brasil. Recentemente, famosas como a cantora Anitta e a jornalista Patrícia Poeta revelaram conviver com endometriose

Nas redes sociais, a cantora contou que sofre com a doença há anos e que recebeu vários diagnósticos errados. O desabafo gerou curiosidade nos internautas e algumas mulheres também compartilharam seus relatos na postagem. Pensando nisso, OLiberal.com traz informações sobre esta afecção que acomete mais de 176 milhões de mulheres no mundo.

O que é endometriose?

A endometriose é uma doença crônica, que afeta o sistema reprodutor feminino e atinge cerca de 10% das mulheres. Este distúrbio acontece principalmente no período menstrual e ocorre quando o endométrio, tecido que reveste o útero, se desenvolve fora da sua localização normal e é encontrado em outros órgãos, como ovários e bexiga, causando fortes dores. 

De acordo com a ginecologista Mary Valente, do Centro de Tratamento Oncológico (CTO), a endometriose leva anos para ser diagnosticada. Esta demora pode ser explicada por diversos fatores, principalmente a própria característica da doença, com sintomas que podem levar anos para se tornarem evidentes. 

“Em casos iniciais, as lesões são difíceis de diagnosticar, porque não aparecem de forma significativa nos exames de imagem”, conta a ginecologista. 

Cólica menstrual é normal?

Mary diz que, no país, há um traço cultural que classifica todas as dores relatadas durante o período menstrual como normais. A cólica menstrual  é um desconforto que, normalmente, pode ser controlado com uso de analgésicos. Quando esta dor inviabiliza as atividades rotineiras da mulher, é sinal de que precisa ser investigada, pois pode ser um caso de endometriose.

“Aquela mulher que tem um bom acompanhamento ginecológico, que faz suas consultas, exames de rotina e segue as recomendações do seu médico de confiança, essa tem ótimas chances de diagnosticar precocemente a endometriose e fazer logo o tratamento e não ter o sofrimento que o diagnóstico tardio pode significar para ela”, aponta Mary Valente.

"Era isso ou morrer de dor", disse a cantora Anitta ao anunciar que passará por cirurgia
Ela recebeu o diagnóstico de endometriose e relatou sofrer há nove anos com sintomas da doença

Larissa Manoela revela que tem endometriose: 'Conviver com a dor'
A atriz fez um desabafo sobre as consequências da sua condição

Segundo a médica, além da mulher buscar um ginecologista ao sentir fortes dores, que podem aumentar conforme o quadro da doença evolui, é essencial a percepção deste médico especializado ao conversar com sua paciente, para obter um diagnóstico precoce e a busca pelo tratamento ideal.

Como é o tratamento da endometriose?

O tratamento da endometriose será de acordo com o grau de inflamação que a paciente possui e será investigado pelo ginecologista quais órgãos estão sendo acometidos por fragmentos do endométrio que migraram do seu local de origem. “Pode variar desde cuidados com estilo de vida, o que inclui se alimentar e dormir bem, gerenciamento de estresse, até bloqueios hormonais com anticoncepcionais ou medicamentos mais específicos. Em alguns casos avançados, a cirurgia é a melhor opção de tratamento”, diz a médica.

Dieta anti-inflamatória: saiba como tratar a endometriose com alimentação equilibrada
A nutricionista Danielle Carneiro ensina as mulheres a como seguir uma dieta anti-inflamatória para amenizar as dores de cólica da endometriose

"As mulheres não devem esquecer que não é normal sentir dor e não devem, de forma alguma, se sentir culpadas. Procure um médico de confiança que ouça tudo o que você está sentindo, que investigue, que busque o diagnóstico correto e o mais rápido possível”, ressalta a ginecologista.

(Estagiária Juliana Maia, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Saúde
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!