Três torres de transmissão de energia são derrubadas, e governo vê indício de vandalismo

Casos ocorridos no Paraná e em Rondônia fazem o governo criar grupo de crise

O Liberal
fonte

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou que três torres de transmissão de energia elétrica foram derrubadas, sendo que outras estruturas ficaram danificadas na madrugada de segunda-feira (9). Os casos ocorreram no Paraná e em Rondônia. Segundo integrantes do governo, usaram trator para derrubar a estrutura. As informações são de O Globo e Suno Notícias.

VEJA MAIS

image ‘Esses terroristas querem que a prisão seja uma colônia de férias’, diz Alexandre de Moraes; vídeo
Ministro declarou que as instituições continuam trabalhando para punir os responsáveis pelos atentados em Brasília

image Mourão defende manifestantes, critica governo Lula e pede 'direitos humanos'
O senador eleito pelo Rio Grande do Sul defendeu manifestantes presos durante a remoção dos suspeitos de invadir os prédios dos Três Poderes no domingo, em Brasília

image Ação terrorista causa prejuízo de mais de R$ 6 milhões na Câmara e no Senado
Relatório preliminar aponta o valor das reformas para reparar a destruição provocada pelos atos

A notícia impactou as ações da Eletrobras, que chegaram a cair 2% nesta terça-feira (9). Apesar dos danos na estrutura, não houve suspensão no fornecimento de energia. Mas o governo federal decidiu criar um gabinete de crise, coordenado pela Aneel, para acompanhar a situação.

"Há indícios de vandalismo. Não foram identificadas condições climáticas adversas que possam ter causado queda de torres", aponta um trecho do boletim de acompanhamento do grupo.

Cabos cortados

À 0h13 de segunda-feira, uma das torres de transmissão que fazem parte do sistema que distribui a energia gerada na usina de Itaipu para o restante do país foi derrubada.

Cabos de apoio foram cortados e um trator foi usado para derrubar a torre, segundo relato de integrantes do governo. Outras três torres foram avariadas na mesma região. O caso ocorreu na cidade de Medianeira (PR), a 50 quilômetros de Foz do Iguaçu (PR).

Após a queda da torre, outra linha de transmissão passou a transmitir a energia, evitando corte no fornecimento.

Outros dois casos foram registrados em Rondônia. Uma torre teve seus cabos de sustentação cortados e caiu e outra torre foi derrubada. Nas duas situações, também não houve interrupção no fornecimento de energia.

Em um dos casos, a empresa responsável pela torre aponta "indícios de sabotagem, sendo cortados dois estais (cabos de aço de sustentação da torre)". Em outro, o grupo também aponta que "há indícios de vandalismo".

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA