Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Tem vida própria', diz Daniel Silveira sobre tornozeleira da PF

Parlamentar pede substituição do dispositivo alegando que ele vibra e pode até ter ‘escuta’

O Liberal

O deputado Daniel Silveira voltou a “encrencar” com a tornozeleira eletrônica que o ministro do Supremo Alexandre de Moraes determinou que ele usasse em razão dos sucessivos ataques aos ministros do tribunal e descumprimento das regras de liberdade. Agora, a defesa do parlamentar diz que o equipamento instalado na sexta-feira, 31, tem “vida própria” e pede a substituição por um aparelho fornecido pela Secretaria de Administração Penitenciária do Rio. As informações são da Agência Estado.

VEJA MAIS

Supremo confirma decisão de Alexandre de Moraes contra Daniel Silveira
Maioria dos ministros entende que parlamentar deve responder por descumprir ordem

Políticos do Pará manifestam apoio ao deputado Daniel Silveira: 'tornozeleira é um excesso'
Réu no Supremo em uma ação que investiga participação em atos antidemocráticos e ataques às instituições, Daniel Silveira foi obrigado pelo ministro Alexandre de Moraes a usar tonozeleira eletrônica

Segundo o advogado do deputado, Paulo César Rodrigues de Faria, está havendo “anormalidades” e “comportamentos estranhos” na tornozeleira instalada em Silveira. Para o defensor, é preciso que haja a substituição do equipamento para preservar a “segurança institucional” do cliente. Citando “suspeitas de manipulação”, a defesa quer que o aparelho passe por perícia, mas não no Rio de Janeiro, nem no Distrito Federal, em razão de “dúvidas sobre a imparcialidade do órgão nessas cidades”.

Suspeita de escuta

Silveira alega “ruídos estranhos” e “esporádicas vibrações” do equipamento, fazendo com que, segundo o deputado, haja dúvidas sobre a “integridade e confiabilidade do equipamento”, sustentando até que poderia haver uma “escuta” no aparelho. Ao levantar tal suspeita, a defesa chega a citar “ocorrências anteriores”, afirmando que as policiais federais “mentiram descaradamente” quando relataram que o deputado tentou pular o muro da casa dele quando foi cercado por agentes que tentavam cumprir seu mandado de prisão no ano passado.

Procurada pela reportagem, a Polícia Federal não se manifestou sobre as alegações de Silveira até a publicação da reportagem.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA