Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

República Tcheca vai instalar Consulado Honorário em Belém em 2022

O país tem interesse em investir em projetos para as populações ribeirinhas e indígenas

Abilio Dantas

A Embaixada da República Tcheca no Brasil instalará, no ano que vem, um Consulado Honorário em Belém. A iniciativa representa o intuito de mais um país europeu de estar próximo do povo e das questões ambientais da Amazônia, com ênfase nas condições de vida atuais de ribeirinhos e populações indígenas. Atualmente, possuem Consulados Honorários na capital paraense governos de países como Alemanha, Finlândia, Bélgica, México, Holanda, Espanha e Itália.

O Chefe de Missão Adjunto da Embaixada da República Tcheca no Brasil, Tomas Lonicek, veio a Belém neste mês para encontrar autoridades da cidade e estabelecer laços diplomáticos para preparar a chegada do consulado na capital, que ocorrerá em 2020. No dia 8 de novembro, Tomas Lonicek participou de reunião com coordenadores e gestores da Universidade da Amazônia (Unama) para conversar sobre projetos e interesses afins.

O membro do governo tcheco afirmou que existem projetos de parcerias que a Embaixada está planejando junto ao futuro Consulado, e ressaltou a relevância da área da educação e de intercâmbio científico e de estudantes entre os países. “Com a abertura do Consulado Honorário, nos próximos meses, a gente vai poder ser muito mais ativo nessa área de intercâmbios, de projetos e eventos que podemos organizar aqui no Norte”, anunciou.

O professor e pró-reitor de Ensino da Unama, Wagner Muniz, explicou que a parceria com o Consulado estará presente nos cursos de Relações Internacionais e Artes Visuais da universidade. “Nós temos muito em comum com os desejos que a República Tcheca vem evidenciar, com a possível locação de um consulado aqui em Belém. Isso nos agrada bastante porque a questão da cultura, e principalmente do intercâmbio, pode vir a ser viabilizada com a Universidade da Amazônia”, ressaltou.

Existem dois tipos de consulados: os Consulados Oficiais e os Consulados Honorários, segundo explica o economista e coordenador do curso de Relações Internacionais da Unama, Mário Tito Almeida. “O Consulado Oficial é aquele que possui um corpo diplomático, de pessoas diretamente ligadas ao governo de um país. Enquanto o Consulado Honorário tem como foco auxiliar pessoas e empresas de determinado país. O cargo de cônsul honorário é exercido de forma voluntária, por uma pessoa que não é natural do país. Temos como exemplo, no Pará, a vice-presidente do Grupo Liberal, Rosângela Maiorana, que é vice-cônsul honorária da Itália em Belém”, destaca.

De acordo com Mário Tito, o anúncio da instalação de um novo Consulado Honorário em Belém é sinal de que a cidade está ganhando ainda mais importância internacional. “Existe o conceito de paradiplomacia, que é a inserção cada vez maior de unidades como governos estaduais e Prefeituras interagindo diretamente com representações diplomáticas de outros países. Isso deve aumentar cada vez mais com o aumento da presença da Amazônia no mundo, com a importância das nossas cidades. Isso já está acontecendo no Pará e em Belém. A preocupação da República Checa, assim como a de outros países da Europa, é com a Amazônia, sobretudo com as pautas ribeirinhas e indígenas”, completa o professor.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA