Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Presidenciáveis criticam ‘uso eleitoral’ do 7 de Setembro por Jair Bolsonaro

Ciro Gomes, Lula, Soraya Thronicke e Simone Tebet se posicionaram nas redes sociais

O Liberal

Candidatos à Presidência da República criticaram o que chamaram de uso eleitoral da comemoração, nesta quarta-feira (7), dos 200 anos de independência por parte do presidente Jair Bolsonaro (PL), que é candidato à reeleição. Lula, Ciro Gomes e Simone Tebet e Soraya Thronicke se manifestaram nas redes sociais.

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, usou as redes sociais para comentar o uso político feito por Bolsonaro, segundo ele, nas comemorações do 7 de Setembro e do Bicentenário da Independência, nesta quarta-feira, ao qual classificou como "desavergonhado comício eleitoral". O ex-ministro também postou um vídeo no YouTube com opiniões sobre o tema.

"Bolsonaro transformou o 7 de Setembro dos 200 anos da independência no mais desavergonhado comício eleitoral já feito neste País", escreveu no Twitter.

O pedetista disse que houve outras transgressões políticas, institucionais e morais "seriíssimas". "Os brasileiros cobram uma ação da Justiça!", completou.

VEJA MAIS

Grito dos Excluídos reúne cerca de 2 mil pessoas em Belém; vídeo
O ato começou por volta das 10h e teve trajeto invertido: do colégio Marista Nossa Senhora de Nazaré até o Mercado de São Brás

Desfiles cívico-militares e atos públicos no Pará encerram sem intercorrências
Tranquilidade marcou manifestações em Belém, Marabá e Santarém. Novos atos devem ocorrem à tarde na Pérola do Tapajós

Em Belém, Lula é recebido por cerca de 60 mil pessoas
Comício realizado na noite de ontem (1º) lotou o Marine Club, no bairro do Guamá

Já o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, fez uma postagem nas redes sociais dizendo que o partido, quando esteve no poder, nunca fez uso eleitoral em um Dia da Pátria.

Simone Tebet (MDB) chamou a atuação de Bolsonaro no Dia da Independência de algo “vergonhoso e patético”.

“Além de pária internacional devido à falta de segurança e estabilidade política, agora o país também vira motivo de chacota pelas falas machistas do seu líder, que deveria dar exemplo”, postou a senadora.

A senadora Soraya Thronicke (União Brasil) afirmou em uma postagem que o partido tomará medidas legais.

“Um dos pedidos da nossa ação judicial quanto ao que Bolsonaro fez no 7 de Setembro, vai ser o corte de seu tempo de TV e rádio na propaganda eleitoral”, escreveu.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA