Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pará tem mais de 577 mil eleitores que não precisam votar pela idade

Os idosos com 70 anos ou mais representam quase 7,5% do total, com cerca de 455 mil pessoas do eleitorado

Elisa Vaz

Dos mais de seis milhões de eleitores aptos a votar no Pará, ao menos 577,7 mil não têm obrigação de comparecer às urnas neste ano devido à sua faixa etária, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os adolescentes com 16 e 17 anos, idades em que o voto é facultativo, representam 122,7 mil pessoas no eleitorado paraense, ou 2,01% do total; enquanto os idosos com 70 anos ou mais, que também não precisam votar, somam 454,9 mil eleitores, ou 7,47%. Se for considerada ainda a escolaridade, 344,9 mil eleitores aptos não precisam votar porque são analfabetos, mostra o levantamento.

Embora o exercício do maior ato democrático não seja obrigatório para muitas pessoas, há eleitores que não abrem mão de exercer o seu direito e pretendem ir às urnas em outubro para escolher entre os candidatos que concorrem à Presidência da República, governo do Estado e aos cargos de senador, deputado federal e deputado estadual. É o caso do aposentado Atanagildo Oliveira, de 73 anos, mais conhecido como Gildo. Logo no início da conversa com a reportagem, ele diz que “se Deus quiser”, vai votar esse ano.

O aposentado já não lembra mais com que idade começou a exercer seu papel de cidadão nas eleições – acredita que tenha sido por volta dos 20 anos, então já comparece às urnas há pelo menos cinco décadas. “Meu título ainda é daquela época que parecia uma carteira de identidade”, lembra. Ao longo de todo esse tempo, Gildo também não se recorda de ter perdido nenhuma votação para os cargos que serão escolhidos no pleito de 2022, ou mesmo de eleições municipais, apenas consultas “menos importantes”, nas palavras dele.

Esta vai ser a segunda vez que ele vai votar desde que completou 70 anos, idade em que deixa de ser obrigatório comparecer às urnas, e está preparado para o dia 2 de outubro. “Vou votar porque estamos passando por muitas dificuldades com esse presidente e eu quero dar meu voto contra ele. Cada voto é válido e faz diferença, tem uma importância muito grande porque vamos exercer um direito da democracia. Quem está impossibilitado, tudo bem, mas se tiver condições de dar seu voto vai ser essencial. Chegue lá no dia e coloque seu voto, não custa nada”, pede o eleitor de 73 anos de idade.

Também com voto facultativo, a estudante do ensino médio Júlia Costa, de 16 anos, não vai abdicar de seu direito. Embora nunca tenha tido muita vontade de votar, decidiu tirar seu título para comparecer às urnas este ano e registrar voto em seu candidato. Mesmo não sendo obrigada, quero garantir a eleição da pessoa que escolhi. Senti necessidade de apoiar o meu candidato a presidente porque acredito que essa eleição será acirrada e cada voto será importante”, enfatiza.

Além dela, quase todos os seus amigos da mesma idade também vão votar, conta Júlia. E, apesar de a família nunca ter pedido para a adolescente votar antes da obrigatoriedade, ela foi apoiada e reconhece a importância do voto para a sociedade e para a manutenção da democracia. “Por centenas de anos, os brasileiros não tiveram o direito de votar, os governantes negligenciavam seu povo e continuavam em seus cargos por não haverem eleições. Agora que vivemos em uma República, acho importante que todos participemos das eleições para garantir que esse cenário passado não volte à realidade e os políticos sejam eleitos conforme a vontade do povo”, expõe Júlia. Ela conta também que sempre conversa com colegas e professores sobre política e procura entender a opinião de cada pessoa, mesmo que discorde.

Dados do eleitorado no Pará:

Eleitores aptos a votar: 6.082.312

Voto facultativo por escolaridade:

Analfabeto: 344.957 (5,67%)

Voto facultativo por faixa etária:

70 anos ou mais: 454.940 (7.47%)
16 e 17 anos: 122.780 (2,01%)
Total: 577.720 (9,49%)

Fonte: TSE

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA