Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Eleições 2022: órgãos criam Comitê de Combate à Corrupção Eleitoral no Pará

Acordo entre as instituições será firmado na próxima segunda-feira (29)

Emilly Melo

O Ministério Público (MP) Eleitoral, em conjunto com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Pará, assinarão o acordo de cooperação técnica para oficializar a criação do Comitê de Combate à Corrupção Eleitoral nas eleições deste ano. O evento será na próxima segunda-feira (29), e irá começar às 14h, no Centro Cultural da Justiça Eleitoral (CCJE), anexo ao prédio-sede do TRE.

A iniciativa tem o objetivo de intensificar a fiscalização, o controle de fraudes e a corrupção eleitoral de propagandas eleitorais irregulares durante o período referente às eleições de 2022 até a diplomação dos candidatos eleitos.

VEJA MAIS

Entrevistas do Grupo Liberal com candidatos à Presidência contarão com intérprete de Libras
Iniciativa vai reunir nove grupos de mídia dos Estados da Amazônia Legal e busca apresentar as propostas dos candidatos à presidência para a região

TRE-PA deve julgar quase mil registros de candidatura até 12 de setembro
Vespasiano Rubim, coordenador de dados partidários e prestação de contas do Tribunal, fala sobre a etapa de julgamento dos registros

Após a assinatura, a partir da próxima quinta-feira (1) será disponibilizado um número de telefone para orientar os canais oficiais para formular denúncias de propaganda eleitoral irregular e de outras irregularidades eleitorais.

As denúncias de possíveis irregularidades nas propagandas já podem ser feitas pelo aplicativo Pardal. A ferramenta é um canal importante para fazer as denúncias chegarem ao MP. O aplicativo é gratuito e está disponível nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. 

Eleições 2022: Bancada Federal do Pará com 17 vagas em disputa

Google lança site onde usuário terá acesso a tendências de pesquisa sobre as eleições
A 'Central Google Trends - Eleições 2022', vai reunir informações sobre os candidatos à Presidência e também sobre o processo eleitoral

O Pardal também recebe denúncias de outras práticas proibidas pela legislação eleitoral, como compra de votos, abuso de poder econômico, abuso de poder político, uso de máquinas públicas para fins eleitorais e uso indevido dos meios de comunicação. 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coodenadora do Núcleo de Política)

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA