Ministro Jader Filho anuncia retorno do programa 'Minha Casa Minha Vida'

Anúncio foi feito durante discurso de posse do cargo no Ministério das Cidades na noite desta terça-feira (3); pasta tem R$ 10 bi para programa habitacional

Daleth Oliveira

Escolhido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para comandar o Ministério das Cidades, Jader Filho tomou posse do cargo na noite desta terça-feira (3), em solenidade realizada em Brasília. Em discurso, o paraense anunciou o retorno do Minha Casa Minha Vida, afirmando que reconstruir o programa habitacional será a maior prioridade da sua gestão.

“Precisamos reconstruir quase tudo nessa pasta, a começar pelo Minha Casa Minha Vida que infelizmente havia sido descontinuado. Todo político e gestor público quer deixar sua marca de alguma forma. A minha será de reconquistas na área social, e nela, tem destaque especial o Minha Casa Minha Vida”, prometeu.

VEJA MAIS

image Ministro Jader Filho anuncia criação de Secretaria de Políticas para Territórios Periféricos
Anúncio foi feito durante discurso de posse do cargo no Ministério das Cidades na noite desta terça-feira (3)

image 'Serei ministro para o Brasil inteiro', diz Jader Filho, empossado ao Ministério das Cidades
Em discurso durante posse da chefia do Ministério das Cidades, o paraense afirmou que vai olhar para todas as regiões do país

image Jader Filho é empossado ministro das Cidades
No discurso de posse, o paraense anunciou a criação de uma secretaria para dialogar com movimentos sociais e o retorno do Minha Casa Minha Vida

O líder do partido na Câmara, deputado Isnaldo Bulhões, adiantou que o Ministério terá cerca de R$ 10 bilhões para o programa habitacional. “Agora, as políticas públicas do Ministério, principalmente o maior de todos, o Minha Casa Minha Vida, vão voltar a todo o vapor. Diferente do governo anterior, que não contratou a construção de nenhuma casa, nós já garantimos R$ 10 bilhões para novas casas”, disse.

O Programa Minha Casa, Minha Vida é um programa de habitação federal do Brasil criado em março de 2009 pelo Governo Lula. Ele subsidia a aquisição da casa ou apartamento próprio para famílias com renda até 1,8 mil reais e facilita as condições de acesso ao imóvel para famílias com renda até de 9 mil. No governo de Bolsonaro, o programa foi substituído pelo Casa Verde e Amarela.

Palavras-chave

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA