Lula diz que trabalhador de aplicativo não é microempreendedor

Já o ministro do Trabalho declarou que esse tipo trabalho beira a escravidão, mas, que as empresas não precisam 'se assustar'

O Liberal
fonte

Em encontro com as centrais sindicais, nesta quarta-feira (18), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva propôs um sistema de seguridade social que inclua todos os trabalhadores, incluindo os motoristas de aplicativo, cuja atividade foi avaliada de forma crítica. "Um trabalhador de aplicativo percebe que não é microempreendedor quando ele se machuca e não é amparado por nenhum sistema de seguridade social", destacou Lula. As informações são da Agência Estado e UOL.

Após os anúncios sobre a instalação de grupos de trabalho sobre salário mínimo e regulamentação do trabalho em aplicativo, o presidente da República disse acreditar que o governo conseguirá somar uma maioria para aprovar mudanças no País. O presidente afirmou ter certeza de que cumprirá "cada promessa de campanha" que fez.

Marinho afirma que empresas não precisam se assustar

Para Lula, o trabalhador não pode ser um "eterno fazedor de bico". "Queremos que tenha direitos garantidos, e um sistema de seguridade social que o proteja em um momento de desgraça", declarou.

VEJA MAIS

image Lula faz acusação direta a Jair Bolsonaro sobre atos golpistas em Brasília: 'Ele instigou o ódio'
Presidente afirma que não sabe se ex-presidente ‘mandou’, mas argumenta que Bolsonaro ‘passou quatro anos instigando o povo a ter o ódio’

image Lula defende isentar Imposto de Renda para pobres e aumentar o dos ricos
Presidente afirma que ‘Quem ganha muito dinheiro paga pouco imposto porque recebe como dividendo"

image Salário mínimo segue com o valor de R$ 1.302 pelo menos até maio, diz ministro do Trabalho
Ministérios terão que propor regras de valorização permanente do salário mínimo

Já o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse que a atividade beira a escravidão. “Acompanhamos a angústia de trabalhadores de aplicativos que muitas vezes precisam trabalhar 14, 16 horas por dia para levar pão e leite para casa. Isso beira trabalho escravo. Empresas de aplicativos: não se assustem, não há nada de mais a não ser o propósito de valorizar o trabalho e trazer a proteção social”, disse o ministro.

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA