Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovens passam a ter mais interesse por eleição após ação na web

Campanha do TSE com apoio de artistas como Anitta levou novos eleitores a se cadastrar

O Liberal

De fevereiro para março, houve um aumento de 26% no número de eleitores de 16 e 17 anos cadastrados para votar nas eleições deste ano. Em fevereiro, eram cerca de 830 mil que haviam emitido o título de eleitor. Março fechou com aproximadamente um milhão e 50 mil. Os dados são da tabela que reúne estatísticas oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As informações são da Agência Estado.

VEJA MAIS

Eleições 2022: veja como e onde tirar o Título de Eleitor impresso
O documento físico é uma das formas oficiais para garantir a partição do cidadão em votações no território nacional

Como tirar Título de Eleitor pela internet; saiba o que acontece se não votar
Multas e inúmeras restrições são aplicadas para quem não regulariza ou não tira o título de eleitor

Eleições 2022: saiba até quando o título de eleitor pode ser regularizado
Multas em aberto por ausência em votações é a irregularidade mais frequente

Até o fim de janeiro, o total de adolescentes aptos a votar era de aproximadamente 730 mil, o que representava pouco mais de 10% dos jovens dessa faixa etária no País. O número passou a crescer de forma considerável após a Corte eleitoral lançar campanha incentivando o cadastramento, à qual aderiram influenciadores e artistas como Anitta, Larissa Manoela e Whindersson Nunes.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o País tem cerca de 6,1 milhões de adolescentes de 16 e 17 anos. Logo, mesmo após a campanha, a porcentagem de eleitores desse grupo habilitados para votar ainda gira em torno de 17%.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA