Ex-governador João Doria anuncia desfiliação do PSDB após 22 anos

O comunicado foi feito pelas redes sociais. Em novembro do ano passado, ele foi escolhido candidato do partido à Presidência durante as prévias do PSDB, mas enfrentou resistência de alguns tucanos

O Liberal
fonte

O ex-governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira (19) a sua desfiliação do PSDB. O comunicado foi feito pelas redes sociais. Citando nomes de outros políticos que passaram pelo partido, como Franco Montoro, Mário Covas, José Serra e Fernando Henrique Cardoso, Doria disse em sua conta no twitter que cumpriu a missão político partidária "pautado na excelência da gestão pública e em uma sociedade mais justa e menos desigual" e que encerrava essa etapa "de cabeça erguida". 

"Com minha missão cumprida, deixo meu agradecimento e o firme desejo de que o PSDB tenha um olhar atento ao seu grandioso passado em busca de inspiração para o futuro. E sempre em defesa da democracia, da liberdade e do progresso social do Brasil", completou Doria.

O empresário começou sua trajetória política no ano de 2016, quando venceu em 1º turno a disputa pela Prefeitura de São Paulo, contra o então prefeito, Fernando Haddad (PT). Dois anos depois, ele deixou o cargo de prefeito para concorrer ao Governo do Estado e foi eleito com 51,75% dos votos, contra 48,25% de Márcio França (PSB). 

VEJA MAIS

image 'Vou votar nulo', afirma João Doria sobre possível 2º turno entre Lula e Bolsonaro
Ex-governador chegou a se apresentar como um obstinado candidato a ocupar a liderança da terceira via no pleito

image João Doria anuncia que deixa a vida pública e volta ao setor privado
Ex-governador de São Paulo chegou a ser pré-candidato à Presidência

image Após desistência de Doria, Tebet diz 'não ter dúvidas' de que contará com o apoio do PSDB
Os tucanos ainda não decidiram se vão aderir à campanha de Simone ou se lançarão uma candidatura própria

Em novembro do ano passado, durante as prévias tucanas, Doria foi escolhido pelo partido para concorrer ao cargo de presidente da República. Apesar da vitória, enfrentou resistências dentro do PSDB. No dia 31 de março, ele renunciou ao Governo de São Paulo e afirmou que continuava candidato à Presidência. A desistência da corrida presidencial foi anunciada por Doria no dia 23 de maio, na mesma semana em que o PSDB optou por apoiar a candidatura de Simone Tebet (MDB), que indicou a senadora Mara Gabrilli como vice na chapa.

 

 

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA