Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Eleições 2022: Projeto de Lei torna participação em debates obrigatória

Proposta foi apresentada por um aliado de Ciro Gomes e alcança candidatos à Presidência e governos estaduais. Porém, mesmo se aprovado, o projeto não terá efeito para as eleições deste ano

O Liberal

Um projeto de Lei apresentado na Câmara dos Deputados torna obrigatória a participação de candidatos à Presidência e aos governos estaduais em debates promovidos pela imprensa durante a campanha. Pelo texto, cada candidato terá que participar de pelo menos três debates. Porém, como as regras para a eleição deste ano já estão definidas no código eleitoral e em resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o projeto, se aprovado, só teria efeito no pleito de 2026. As informações são da Agência Estado e portal Poder 360.

A matéria foi apresentada pelo deputado federal David Miranda (PDT-RJ), do mesmo partido do pré-candidato à Presidência Ciro Gomes. Ela prevê pena de multa no valor de R$ 50 mil a R$ 150 mil ao candidato que descumprir a determinação. Pelo projeto, o candidato também pode ficar impedido de utilizar o fundo eleitoral por um ano. ).

VEJA MAIS

Luiz Felipe D'ávila quer dar choque de neoliberalismo e sustentabilidade no Brasil
Pré-candidato do partido Novo à presidência da república afirma que "terceira via" será sepultada esta semana e que Lula é tão ruim quanto Bolsonaro

Em Belém, João Doria visita a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré
Pré-candidato à Presidência da República, ele vai se reunir com lideranças do PSDB e Cidadania

'Brasil ficou refém de briga ideológica', afirma deputado André Janones, pré-candidato à Presidência
Em entrevista para o Grupo Liberal, pré-candidato a Presidência da República afirma que eleitores estão ávidos por novas opções

'O Brasil não precisa de mito, nem de salvador da pátria', afirma Ciro Gomes
Pré-candidato à Presidência, Ciro fez referência aos adversários Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Simone Tebet é escolhida por PSDB, Cidadania e MDB para representar ‘terceira via’; Doria reage
O tucano avalia, inclusive, judicializar a questão

'Só Deus me tira daquela cadeira, somos democratas', afirma Bolsonaro
O presidente discursou para centenas de fiéis evangélicos na 28ª Marcha para Jesus

Ex-presidente Lula terá agenda em Belém no mês de junho
Pré-candidato ao Senado, o deputado federal Beto Faro confirmou a vinda de Lula, mas encontro ainda não tem data certa

Ainda confirme a proposta apresentada, a exigência vale aos que tiverem o mínimo de 3% das intenções de voto em pesquisas registradas no TSE.

Na campanha das últimas eleições gerais, em 2018, o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro participou de apenas dois debates, alegando que sua ausência nos demais foi motivada pela facada recebida em setembro daquele ano. Depois, admitiu que não iria debater com o candidato do PT, Fernando Haddad, por "estratégia".

Para 2022, a participação dos dois candidatos que lideram as pesquisas em debates eleitorais não está certa. Apesar de afirmar que pretende ir a todos os eventos do tipo na eleição, Bolsonaro não confirmou presença junto aos veículos de comunicação que se preparam para realizar os encontros.

Já a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) avalia que, ao menos na discussão pública, o pré-candidato petista não deve responder às investidas do presidente em alguns temas.

Por outro lado, o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, deu declarações que quer debater com os adversários.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA