Eleições 2022: Distribuição de urnas eletrônicas começa nesta sexta-feira em Belém

37 caminhões levarão aparelhos aos locais de votação da região metropolitana

O Liberal

A distribuição das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições em toda a região metropolitana de Belém começa nesta sexta-feira (30), a partir das 6h, e deve encerrar no final da tarde de sábado (1º).

VEJA MAIS

Eleições 2022: Financiamento coletivo para eleições começa a valer neste domingo
"Vaquinhas" virtuais ajudam candidatos a bancarem campanhas com transparência e agilidade

Candidatos ao governo do Pará já gastaram mais de R$10 milhões em campanha
Já os gastos dos candidatos ao Senado Federal somam R$4 milhões

Elas foram colocadas em caminhões ao longo da quinta-feira (29) e lacradas para que o início da distribuição seja simultâneo rumo às seções eleitorais. Todo o trabalho é coordenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará e, segundo Tiago Neves, chefe do núcleo gestor de urnas do órgão, estrategicamente pensado para evitar imprevistos de última hora. Mais de quatro mil urnas serão usadas em Belém e nas cidades vizinhas e todas elas são colocadas em 37 caminhões com a ajuda de 17 funcionários do Tribunal.

"O processo foi distribuído em dois dias. A preparação de urnas já foi feita previamente. Quem acompanha a logística é cada zona individualmente. Já as zonas do interior do Estado receberam as urnas entre julho e agosto, pois às vezes os locais são de difícil acesso, com problemas como a dificuldade de pavimentação, grandes distâncias, transporte por vias fluviais", conta.  

Eleições 2022 vão contar com urnas novas

Segundo o TRE, o parque de urnas nesta eleição subiu de 21 mil para 24 mil unidades. A maioria das urnas paraenses, 14 mil delas, são de 2009. Para o pleito de 2022, apenas 2.800 delas serão mantidas, pois o Tribunal Superior Eleitoral tem renovado o estoque com modelos mais recentes.

Em outubro, quase 50% dos equipamentos a serem utilizados nas seções eleitorais já são de modelo novo. As urnas mais novas devem ser distribuídas, majoritariamente, aos municípios da região metropolitana de Belém e para cidades da mesorregião nordeste, já que são as últimas a passar pelo preparo para distribuição. A vida média de uma urna é de, aproximadamente, dez anos.

Durante a preparação prévia, cada urna passa por entre 3 e 4 avaliações e manutenções ao ano. Fora do final de semana das eleições, as urnas passam o ano inteiro no Parque de Urnas, localizado no município de Ananindeua, onde passam pelo chamado Sistema de Testes Exaustivos que é realizado todos os dias do ano. Por dia, 14 funcionários testam 40 urnas em uma bateria de 36 avaliações, que vão desde imagem e teclado até hardware e bateria. O processo dura seis horas diárias.

Além disso, já foram treinados cerca de 470 técnicos que irão atuar diretamente na transmissão de resultados nas localidades de difícil acesso, utilizando equipamentos de comunicação satelital. Eles também atuarão dando suporte às seções eleitorais durante toda a votação. Esses técnicos foram treinados em três polos: Belém, Marabá e Santarém, com trabalhos que irão abranger as respectivas regiões de influência de cada cidade. 

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA