Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Eleições 2022: candidatos do Pará buscam voto de eleitores de Lula e Bolsonaro no Horário Eleitoral

No programa veiculado nesta sexta-feira (9), políticos usaram imagens dos principais candidatos à Presidência

Daleth Oliveira

Na propaganda eleitoral gratuita na TV e no rádio desta sexta-feira (9), alguns candidatos ao Senado e Governo aproveitaram o espaço para buscar os votos dos eleitores dos presidenciáveis Lula e Bolsonaro.

Abrindo a propaganda às 13h, o candidato ao Senado, Mário Couto (PL) começou usando imagens das manifestações do 7 de setembro, em apoio ao presidente da República. Em contrapartida, Beto Faro (PT) usou falas do Lula no comício em Belém, que o oficializou como o candidato do petista.

VEJA MAIS

‘Não me dissociei de nenhuma bandeira que eu assumi em 2018’, afirma Soraya Thronicke; vídeo
Candidata do União Brasil eleita na "onda conservadora" que levou Jair Bolsonaro ao poder explicou sua posição envolvendo o porte de armas

‘Parecia uma reunião da Ku Klux Klan’, diz Lula sobre manifestações pró-governo no 7 de setembro
Petista comparou os atos com a participação do presidente Bolsonaro com a organização que prega supremacia racial branca, o racismo e o antissemitismo: “não tinha negro, pardo, pobre e trabalhador”.

Bolsonaro decreta luto oficial de 3 dias pela morte da rainha Elizabeth
Lula e Rodrigo Pacheco se manifestam nas redes sociais sobre a morte da monarca

Flexa Ribeiro (PP) e Pioneiro (PSDB) optaram por usar o horário para falar de projetos. O primeiro falou que vai lutar pela criação de uma universidade federal nas regiões do Nordeste e Marajó. O segundo, disse que vai trazer mais incentivos para a geração de empregos para a juventude do Estado, trazendo mais empresas para o Pará.

No Governo, Helder Barbalho se deteve a relembrar as obras que geraram empregos nos últimos quatro anos, destacando o BRT Metropolitano e as Usinas da Paz. Em seguida, seu concorrente Zequinha Marinho (PL) não apresentou projeto, mas pediu atenção ao que se referiu como escândalos de corrupção dos últimos anos no Governo, citando a compra dos respiradores durante a pandemia. Este, também usou a imagem do Bolsonaro.

Major Marcony (Solidariedade) falou das condições de transportes públicos no Estado. Adolfo Neto (PSOL) se apresentou como candidato que apoia o Lula, dizendo que vai lutar por mais saúde, educação e dignidade.

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA