Anderson Torres fica em silêncio durante depoimento à Polícia Federal

Ele disse que não tinha declarações a dar aos investigadores

O Liberal

Na manhã desta quarta-feira (18), o ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal (DF) e ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Anderson Torres, ficou em silêncio durante depoimento à Polícia Federal (PF). As informações são do G1.

Uma equipe da corporação chegou, pouco antes das 10h30, ao 4º Batalhão da Polícia Militar (PM) do DF, onde ele está preso, mas Torres disse que não tinha declarações a dar aos investigadores. Os servidores deixaram o local pouco antes das 12h.

O ex-ministro e ex-secretário enfrenta suspeitas de ser conivente e omisso diante dos atos criminosos promovidos por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), quando apoiadores radicais depredaram as sedes de órgãos federais. Na data, ele chefiava a segurança pública do DF, e ele nega conivência com os atos.

Prisão

Anderson Torres foi preso pela Polícia Federal (PF) no último sábado (14) e está no 4º batalhão da Polícia Militar no Guará, região administrativa do DF. Segundo fontes da analista de política Basília Rodrigues, a prisão foi rápida, tranquila e discreta. O avião de Torres, vindo de Miami, onde ele passava as férias nos Estados Unidos, pousou por volta de 7h20 no Aeroporto Internacional de Brasília.

Em nota, a PF informou que Torres "foi preso ao desembarcar no Aeroporto de Brasília e encaminhado para a custódia, onde permanecerá à disposição da Justiça". "As investigações seguem em sigilo", completou. O mandado de prisão preventiva contra Torres foi decretado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ele dorme em um beliche e tem acesso a uma antessala com sofá e uma mesa com quatro cadeiras, segundo relatório obtido pela TV Globo. Torres também pode usar os armários abertos do local e tem acesso a um banheiro que mede cerca de 1,5m por 2,5m. Há, ainda, um alojamento adjacente, composto por uma antessala em que há apenas um frigobar.

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA