Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia Civil cumpre 25 mandados de prisão durante operação 'Stopping Power' no Pará e Amapá

A operação aconteceu simultaneamente em Macapá e Vitória do Jari, no estado do Amapá; bem como em Ananindeua e Santarém, no estado do Pará.

Andria Almeida

A Polícia  Civil do Amapá por meio da Divisão de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) deflagrou a “Operação Stopping Power”, que deu cumprimento a 25 mandados de prisão, nesta quinta-feira (23). A ação tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada no comércio ilegal de armas de fogo, acessórios e munições, além do tráfico de drogas e roubos.

O Delegado Estéfano Santos informou que a operação aconteceu simultaneamente em Macapá e Vitória do Jari, no estado do Amapá; bem como em Ananindeua e Santarém, no estado do Pará, onde os líderes da organização criminosa foram presos.

De acordo com a polícia civil do Amapá, foram cumpridos 25 mandados judiciais durante a operação, sendo 14 de busca e apreensão domiciliar, 10 de prisão preventiva e 1 de sequestro de bem (veículo). Além disso, 35 contas bancárias foram bloqueadas; 14 celulares e 2 HDs foram apreendidos.

Ainda de acordo com a PC do Amapá, um dos integrantes da organização criminosa é sócio de um clube de tiro de Macapá. Ele faz parte do comércio ilegal de armas de fogo, também repassava os endereços dos clientes do clube para outros integrantes da organização criminosa praticarem furtos e roubos às residências.

A operação envolveu mais de 40 Policiais Civis e que contou com apoio de outras unidades policiais da capital e do interior do Amapá, bem como da Polícia Civil do Pará, por meio da CORE/PA e do Núcleo de Apoio à Investigação do Baixo e Médio Amazonas (NIP/NAI/BMA).

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA