Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

PM apreende três plantações com cerca de 15 mil pés de maconha, na zona rural de Moju

Dois homens que trabalhavam no cultivo da droga foram presos. O proprietário do entorpecente não foi localizado e permanece foragido

Redação Integrada

Cerca de 15 mil pés de maconha, distribuídos em três plantações diferentes, foram apreendidos pela Polícia Militar na manhã da última segunda-feira (8), na vila de Itaperuçu, zona rural do município de Moju, nordeste paraense. Dois homens que trabalhavam no cultivo da droga, um identificado como Filomeno dos Santos e outro apenas pelo prenome Adalto, foram presos. O proprietário do entorpecente não foi localizado e permanece foragido.

Segundo informações da polícia, na manhã de segunda, por volta das 7h, quatro viaturas se deslocaram para a vila de Itaperuçu, localizada a 293 quilômetros de Moju, a fim de averiguar locais com possíveis plantações de maconha.

Após incursões em área de mata, as patrulhas conseguiram encontrar, já por volta das 13h, três plantações, contendo, no total, aproximadamente 15 mil pés de maconha, além de sementes e matéria para ser feita a prensa da droga.

Deste modo, os policiais queimaram a droga, juntamente com as cabanas que serviam como alojamento para as pessoas que trabalhavam no cultivo do plantio. Alguns pés da droga foram apreendidos, para serem apresentados na Delegacia de Polícia do município.

Além das duas prisões, os policiais ainda apreenderam duas motocicletas, duas cartucheiras e um tablete de maconha prensada. As equipes ainda se deslocaram até o município de Tailândia para fazer a detenção de um homem identificado como Antônio, apontado pelos acusados de ser o proprietário das plantações, porém o mesmo não estava no endereço.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA