PM cumpre mandado contra acusado de execução em Parauapebas

Atingida pelos disparos de arma de fogo, a vítima conseguiu correr por cerca de 50 metros, mas, não resistiu, caiu no meio da pista e logo morreu. As motivações do homicídio não foram divulgadas.

Redação Integrada

Ulisses Teixeira Chagas foi preso na tarde desta terça-feira (3), em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara Criminal de Parauapebas, como suspeito de ter morto, André Cunha Maciel, de 30 anos de idade. O crime ocorreu em 9 de julho de 2019, no bairro Rio Verde, da cidade do sudeste paraense.

Segundo a Polícia Militar, Ulisses Chagas também é conhecido como ''DBWylly do PCC'' e é investigado por outros homicídios ocorridos ainda este ano. A vítima André Maciel foi executada por dois homens numa moto, com tiros nas costas e no peito, quando caminhava, à noite, entra as avenidas Castelo Branco e Brasil. Segundo testemunhas, o passageiro da garupa foi quem atirou contra André.

Ainda segundo a polícia, André teria saído de casa, na Avenida Brasil, e se dirigia a um comércio para comprar alimento para o filho pequeno, quando foi assassinado. Atingido pelos disparos, ele conseguiu correr por cerca de 50 metros, mas, não resistiu, caiu no meio da pista e logo morreu. As motivações do homicídio não foram divulgadas. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA