PM afasta policiais que interceptaram assalto com reféns em Belém

Polícia informou a apreensão de um revólver 38 com o assaltante preso, e que afastou os PMs das atividades operacionais para avaliação psicológica

Redação Integrada

Uma tentativa de assalto ocorrida na madrugada desta sexta-feira (11), em Belém, deixou feridas quatro pessoas após a abordagem de dois criminosos a um carro de aplicativo, e terminou com a morte de um dos suspeitos e prisão de outro. As vítimas foram o repórter fotográfico Cristino Martins, que dirigia o automóvel, e três atletas do Remo Lions, equipe de futebol americano do Clube do Remo.

A Polícia Militar divulgou nota no início da noite desta sexta-feira (11), informando que apreendeu um revólver com o assaltante preso, logo após o desfecho da ocorrência, e afastou os policiais envolvidos na ação para avaliação psicológica, conforme determinam os protocolos de segurança. 

Na nota, a PM comunica que os agentes foram acionados durante a madrugada para verificar uma ocorrência de roubo de veículo na área do Entroncamento, onde um motorista de transporte de aplicativo e dois passageiros teriam sido feitos reféns.

Ainda segundo a Polícia Militar, as equipes do 1º BPM iniciaram as buscas e  interceptaram o carro na avenida Dr. Freitas, próximo ao elevado da avenida Almirante Barroso. "Durante a abordagem, os dois suspeitos atiraram contra os agentes, que reagiram atingido um dos homens. Ele chegou a receber os primeiros socorros, mas faleceu no local''.

''As vítimas também receberam atendimento médico e foram encaminhadas para hospitais públicos e particulares de Belém. Equipes da Seccional da Marambaia e da Corregedoria da PMPA iniciaram as investigações, por meio de inquérito policial civil e militar, para apurar as circunstâncias do fato. Os militares estão afastados das atividades operacionais para fins de avaliação psicológica conforme determinam os protocolos internacionais para agentes de segurança'', diz o documento da corporação.

Pela manhã, o diretor do Remo Lions, Mauro D’Antona, ainda aguardava mais informações sobre um dos atletas,que foi atingido com três tiros. Ele informou que os amigos estavam assistindo uma partida da NFL (Liga dos Estados Unidos de Futebol Americano) no conjunto Pedro Teixeira, e ao final da partida, um grupo de quatro pessoas decidiu retornar de aplicativo, mas, ao parar em frente ao conjunto Costa e Silva, na Almirante Barroso, o carro foi abordado e os bandidos assumiram a direção do veículo. 

Uma viatura da Polícia Militar iniciou uma perseguição e tiros foram disparados na direção do veículo. À altura da confluência entre a avenidas Almirante Barroso e Dr. Freitas, o bairro do Marco, os bandidos perderam o controle e bateram no muro da Policlínica estadual. O atleta Lucas Raposo se jogou do carro em movimento e teve várias escoriações, mas já foi liberado. 

Gabriel Rocha levou um tiro de raspão no abdômen e está em casa. Já o jogador Wescley Rocha levou três tiros nas costas e um de raspão no ombro e está internado em um hospital particular de Belém. “Quando eles foram deixar uma amiga aconteceu tudo isso. Estamos aguardando notícias e esperando que tudo fique bem com o nosso atleta”, disse. O repórter fotográfico também saiu ferido, ele foi baleado de raspão na perna e mesmo assim ainda conseguiu registrar o desfecho da ocorrência. Um dos assaltantes trocou tiros com a polícia e morreu no local, enquanto o comparsa foi preso.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA