Passarela desaba na avenida Almirante Barroso e duas pessoas ficaram feridas

O tráfego foi liberado por volta de uma hora da madrugada deste sábado (7)

Redação Integrada

Uma passarela desabou na avenida Almirante Barroso, no bairro do Souza, no final da tarde desta sexta-feira (6), em Belém, deixando duas pessoas feridas - um homem e uma mulher. Uma das vítimas foi levada ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, e a outra a um hospital particular.

Um caminhão que transportava uma retroescavadeira engatou na estrutura, deslocando-a e provocando o acidente, logo após a forte chuva que caiu sobre a capital paraense. O veículo havia saído da empresa Sotreq, localizada na avenida Almirante Barroso, alguns metros antes do local do acidente. O equipamento estava sendo transportado a serviço da empresa FH Sondagens Fundações e Obras Especiais. 

De acordo com o capitão da PM, Admo Vasconcelos, a vítima do sexo masculino levada ao HMUE, identificada como Eslin Mendes de Cunha, de 28 anos, não sofreu ferimentos graves. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da mulher conduzida para um hospital particular.

LEIA MAIS

Prefeito Zenaldo Coutinho garante desobstrução da avenida Almirante Barroso nas próximas horas
Acidente com ônibus que destruiu casa em Icoaraci pode ter sido causado por passageiro 'dorminhoco'

Engarrafamentos

Até as 19 horas, o congestionamento alcançava cerca de cinco quilômetros, somando ambos os sentidos da via. São quase 3,5 quilômetros no sentido Entroncamento-centro, da passarela que fica próxima à Superintendência Regional da Polícia Federal no Pará até o Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves; e mais 1,5 quilômetro no sentido Centro-Entroncamento, da superintendência até o Complexo Viário do Entroncamento.

A orientação dos agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e Departamento de Trânsito (Detran) para quem estiver em deslocamento no sentido Belém-Ananindeua é que use a avenida João Paulo II, pois o acesso ao principal corredor viário de Belém foi completamente isolado.

Para aqueles que precisam acessar a capital paraense no sentido Ananindeua-Belém, a orientação é para que utilizem a avenida João Paulo II via avenida Tavares Bastos, as vias paralelas ou ainda a avenida Pedro Álvares Cabral. 

Transtornos

Assim como outras centenas de pessoas que se encontravam dentro dos coletivos que trafegavam pela avenida Almirante Barroso na hora do acidente, o assistente administrativo Carlos Henrique, 24, foi obrigado a descer próximo à avenida Júlio César e seguir a pé até sua casa. "Não tem outro jeito, ficou tudo bloqueado, se eu não for a pé vou fazer o quê?", disse o jovem, morador da avenida Dalva, no bairro da Marambaia. 

Várias pessoas que tomavam o sentido oposto, em direção a São Brás, também optaram por descer e seguir o restante do trajeto que estava interrompido, até a altura da avenida Júlio César, a pé. 

Providências

O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, foi ao local do acidente acompanhar a operação de remoção da passarela que, segundo ele, ainda passava por reforma. A Prefeitura de Belém registrou a ocorrência na Seccional Urbana da Pedreira e já acionou os proprietários da empresa para que seja feita a apuração e responsabilização pelos danos ao patrimônio público. Peritos do CPC "Renato Chaves" também estiveram no local colhendo material e informações para o inquérito.

Um guindaste foi posicionado próximo à estrutura para realizar o trabalho de remoção da passarela de cima da carreta, com apoio de um caminhão munk e uma carreta. Foi necessário descer toda a estrutura e serrar os módulos para, então, removê-los ao Parque da Exposições do Entroncamento. O trânsito foi normalizado à uma hora da madrugada do sábado (7).

"O guindaste vai descer a plataforma que está elevada, vamos retirar a carreta do local e os operários vão fazer a solda do corte da plataforma. Serão feitos três cortes: o primeiro corte será no lado da Almirante que faz o sentido Entroncamento/São Brás, para desobstruir a entrada da cidade. As duas outras partes serão içadas logo após a desobstrução desse lado da via", explicou Chagas, antes do procedimento de retirada da passarela. "A estrutura caiu no horário de pico do trânsito, perto das 18h30, o que deixou tudo muito complicado, inclusive nos corredores próximos. Mas, agora que o tráfego se normalizou e as coisas estão mais calmas poderemos conduzir o trabalho com mais tranquilidade e segurança."

Cerca de 20 agentes da Semob auxiliaram no bloqueio da via e orientaram os condutores sobre rotas alternativas. Equipes das Secretarias de Urbanismo (Seurb) e Saneamento (Sesan) permaneceram na área para tomar as devidas providências. Agentes da Guarda Municipal de Belém também foram acionados para garantir a segurança no entorno e na extensão da avenida.

***

Errata: A reportagem afirmou que uma das vítimas havia sido conduzida para o Hospital Pronto-Socorro Municipal Mário Pinotti, no bairro do Umarizal, mas a informação estava errada. A vítima, do sexo masculino, foi conduzida ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua, sem gravidade. A informação foi corrigida às 20h41.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!