Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação da Polícia Federal combate fraudes em licitações em Xinguara, no Pará

Foram investigados três contratos com suspeitas de fraudes que superam R$ 23 milhões, envolvendo verbas federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb)

Dilson Pimentel

A Polícia Federal em Redenção cumpriu, nesta quinta-feira (15), seis mandados de busca e apreensão contra fraudes em licitação e associação criminosa, no município de Xinguara, no sudeste do Pará. É a operação Nexus, de combate a irregularidades no fornecimento de veículos e em serviços de transporte escolar.

Foram apreendidos dispositivos eletrônicos, documentos e veículos. Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal de Redenção, sendo quatro em Xinguara, um na cidade de Água Azul do Norte e um em São Félix do Xingu.

Ainda segundo a PF, foram investigados três contratos com suspeitas de fraudes que superam R$ 23 milhões, envolvendo verbas federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os contratos foram dos anos de 2013 a 2015 e o inquérito foi aberto em julho de 2017, após notícia-crime feita por um ex-político.

A Polícia Federal em Redenção cumpriu, nesta quinta-feira (15), seis mandados de busca e apreensão contra fraudes em licitação e associação criminosa, no município de Xinguara, no sudeste do Pará. É a operação Nexus, de combate a irregularidades em fornecimento de veículos e em serviços de transporte escolar (Divulgação/Polícia Federal)

VEJA MAIS

Operação da PF investiga fraude no INSS no Pará e no Tocantins
Cinco mandados de busca e apreensão e um de prisão foram cumpridos em Redenção

PF desarticula associação criminosa especializada em fraude previdenciária
Prejuízos aos cofres públicos já ultrapassam R$ 2 milhões

PF apura fraude em transferências suspeitas de domicílios eleitorais
De acordo com os investigadores, há pelo menos 75 casos suspeitos

A investigação apontou que uma empresa era favorecida nas licitações e, com a quebra de sigilo bancário, ficaram evidentes as transações suspeitas. Além disso, uma nota técnica da Controladoria Geral da União concluiu por indícios de fraude e direcionamento da licitação para essa empresa.

As penas somadas dos crimes investigados são de três a sete anos, além de multa. As investigações seguem em andamento.

O nome da operação (Nexus) vem do fato de que a operação tem ligação com outras investigações semelhantes feitas na delegacia de Redenção, sobre fraudes em licitações em Xinguara - algumas delas envolvendo as mesmas pessoas.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA