Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mototaxista que matou colega é condenado a 10 anos de prisão

A pena inicial aplicada foi reduzida de 14 para 10 anos de reclusão em regime inicial fechado

O Liberal

O mototaxista Jhonatan Costa Souza, de 25 anos, recebeu a pena de 10 anos de reclusão, inicialmente, em regime fechado, pela morte de Aguinaldo de Souza Ribeiro, de 41 anos, também mototaxista. O 1º Tribunal do Júri de Belém votou pela redução da pena base aplicada de 14 anos.

O crime aconteceu por volta das 16h do dia 6 de dezembro de 2018, na antiga estrada do Outeiro, rua Uxiteua, em Icoaraci, Belém.

A redução é prevista quando ocorre o homicídio privilegiado, no caso o agente reage após sofrer injusta provocação da vítima.

A defesa do réu sustentou a tese de legítima defesa e de desclassificação de lesão seguida de morte ou o homicídio privilegiado, sendo acatada a última.

O promotor de acusação sustentou que Jhonatan era autor de homicídio qualificado, pelo motivo fútil. A motivação do crime seria uma disputa entre os dois motoaxistas por um passageiro.

Em interrogatório, o réu alegou que agiu em legítima defesa e que foi atacado pela vítima. Jhonatan afirmou que Aguinaldo costumava agredir os parceiros de trabalho por ser irmão de policial militar.

De acordo com as testemunhas ouvidas, o réu foi até sua casa e retornou portando uma faca. Jhonatan teria ido na direção do desafeto e desferido quatro golpes no abdômen da vítima.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA