logo jornal amazonia

​Loja de roupas é arrombada na Feira da Cabanagem e tem prejuízo de quase R$ 100 mil

Proprietária aponta falha no sistema de alarme do local. O equipamento disparou, mas ela não foi comunicado sobre o que estava ocorrendo

O Liberal
fonte

Uma loja de roupas localizada na travessa Henrique Dias, na Feira da Cabanagem, em Belém, foi alvo de quatro bandidos, por volta das 3h da madrugada da última segunda-feira (21). Toda a ação criminosa foi registrada pelas câmeras de segurança do empreendimento. O prejuízo deixado é de aproximadamente R$ 100 mil. A proprietária do local não descarta a possibilidade de que o caso tenha sido “parada dada”. Ninguém foi preso. A Polícia Civil investiga o fato.

Através das imagens, é possível ver o momento em que o quarteto chega à loja. Eles utilizam um alicate para cortar os cadeados e, em seguida, arrombam​​ a porta para passar por debaixo. Dois suspeitos entram. Enquanto isso, os outros dois criminosos aguardam do lado de fora. Todos contam com o apoio de um carro escuro para a fuga.

image Bandidos entraram por debaixo da porta. (Reprodução/ Redes sociais)

VEJA MAIS

image Tubarão de quase dois metros é capturado e morto em vila de Salinas
A carne do animal teria sido distribuída entre os moradores

image ​Ambulância da UPA de Icoaraci pega fogo em Belém; ninguém ficou ferido​
O fogo foi controlado por servidores que estavam no plantão

Já dentro da loja, conforme mostram as imagens, o sistema de alarme dispara. Um dos homens, de preto e com o rosto coberto por uma camisa vermelha, desliga o equipamento. O comparsa dele, vestido de camisa social, bermuda e boné, fala ao telefone com uma pessoa e avisa que a mercadoria já está separada.

Ainda conforme as imagens, os dois criminosos levam várias sacolas de roupa. Após isso, eles usam uma saca de trigo para recolher mais roupas do local. As imagens se encerram com o bando criminoso fugindo do estabelecimento sem deixar pistas.

A reportagem de O Liberal entrou em contato com a proprietária da loja. Por motivos de segurança, a mulher não será identificada nesta matéria. Ela afirma que está bastante abalada com a situação e também reclama da empresa responsável pelo sistema de alarme do local. Segundo a empresária, diferente do que está em contrato, ela não foi avisada no momento em que o furto estava ocorrendo.

“Ainda não conseguimos descobrir quem foi. A gente acha que é ‘parada dada’. Estou em choque. Não consigo nem dormir por causa do trauma. Essa loja era monitorada por um sistema de segurança que eu pagava particular, que é 24h. Esse sistema eu pagava e, a hora que disparasse esse alarme, eu seria comunicada. Está no contrato. E eles mandariam um segurança deles na mesma hora, já acionando a polícia”, explicou a empresária.

“E, em nenhum momento, eu fui comunicada por essa empresa de segurança. Não recebi nenhuma ligação. Eu ​que ​tive que ligar de manhã para eles e avisar que a minha loja tinha sido arrombada. Até o momento, não me deram nenhuma explicação sobre o que aconteceu”, lamenta a proprietária da loja.

A reportagem de O Liberal entrou em contato com a Polícia Civil para checar mais detalhes sobre o ocorrido e aguarda retorno.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA