Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovem de 23 anos é morto a tiros na manhã desta quinta-feira (9), em Outeiro

Os criminosos já estariam aguardando pela vítima

O Liberal

Moisés Negrão Ramos, de 23 anos, foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (9), em frente à sua residência, na alameda Manoel Siqueira, no bairro São João do Outeiro, no distrito de Belém. Na ocasião, ele estava acompanhado da esposa. De acordo com informações da Polícia Militar, acionada para o caso, três criminosos aguardavam pela vítima, que, ao se aproximar, foi alvejada com três disparos de arma de fogo, na altura da cabeça. Moisés não resistiu e morreu na hora.

Após o crime, a Polícia Científica do Pará (PCP) foi chamada para realizar os procedimentos de análise do local do crime, bem como do corpo da vítima. Amigos e familiares de Moisés lamentaram pela morte dele nas redes sociais. O jovem  trabalhava como agente de portaria em uma empresa de transporte em navegação, no distrito de Icoaraci, e também era lutador de artes marciais. 

O caso foi registrado na delegacia de Outeiro. Segundo o delegado Augusto Damasceno, da Polícia Civil (PC), o crime tem características de execução. “Neste primeiro momento, tudo indica que os criminosos foram na residência dele para levar a sua arma. A vítima também era amigo de policiais e trabalhava nessa área da segurança”, comentou.

Augusto Damasceno ainda informou que não está descartada a possivelmente dos homicidas terem algum envolvimento com facções criminosas responsáveis por praticar atentados contra agentes de segurança pública do Pará. O delegado também disse que não foi informado pela família de Moisés sobre o parentesco da vítima com um sargento da PM, informação que circula em grupos de bate-papo na internet.   

“Ultimamente temos acompanhado muitos atentados contra policiais, e a vitima tinha essa aproximação com eles por trabalhar com segurança. A delegacia de homicídios de Icoaraci ficará responsável pelo inquérito do caso e os criminosos estão sendo procurados. Essas são as únicas informações que podemos levar a público neste momento para não atrapalhar as investigações”, finalizou.   

Qualquer informação que possa ajudar na identificação e localização dos suspeitos pode e deve ser repassada às autoridades policiais pelo Disque-Denúncia (181) ou via Centro Integrado de Operações (190). Não é necessário se identificar e a ligação é gratuita.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA