Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Investigação aponta que um estudante foi beneficiado por fraude no Enem no Pará

Até o momento, não há previsão de quando a investigação será concluída

O Liberal

Após a Polícia Federal realizar na última quinta-feira (2) em Belém uma operação de busca e apreensão de celulares e documentos na residência de duas pessoas suspeitas de fraudar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Ministério Público Federal (MPF) confirmou que, até agora, as investigações apontam que apenas um estudante foi beneficiado com o esquema ilegal na principal prova que garante o acesso ao nível superior no Brasil.

Segundo as investigações, a fraude foi possível porque, no último domingo (28), um dos suspeitos, enquanto fazia o exame, conseguiu utilizar o celular para se comunicar com pessoas que estavam fora do prédio. Esse suspeito fez a prova em uma escola do município de Benevides, na Região Metropolitana de Belém. Ele teria repassado fotos das questões a especialistas nos temas das provas. Outro suspeito teria ficado responsável por fazer os pagamentos aos especialistas, apontam as investigações.

"Na residência alvo dos mandados de busca e apreensão a PF encontrou caderno com um gabarito do exame e números de pix de, pelo menos, sete especialistas contratados", detalhou o comunicado do MPF. Agora, a equipe de investigadores vai periciar os materiais apreendidos na casa da dupla suspeita de montar a fraude. Se a investigação comprovar que houve fraude, o Ministério Público Federal vai pedir à Justiça a condenação dos investigados. Segundo a legislação, a pena por fraudes em concurso público pode chegar a quatro anos de prisão, além de multa.

Até o momento, não há previsão de quando a investigação será concluída, pois tudo depende dos dados que forem encontrados, do nível de dificuldade para se encontrarem provas e se outros envolvidos no esquema serão identificados. É importante lembrar que os resultados do Enem 2021 serão divulgados no dia 11 de fevereiro do ano que vem, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA